Lula ironiza reação do mercado após fala sobre corte de gastos

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) – O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ironizou no fim da tarde desta quarta-feira (26) a reação do mercado financeiro à sua entrevista ao portal UOL, em que questionou a necessidade de cortar gastos para atingir um equilíbrio fiscal. O petista chegou a dizer que o mercado “deve ter gostado” de suas declarações.

“Por que teve reação [do mercado financeiro]? Não teve reação, deve ter gostado. Mas quem votava em mim pode continuar votando”, afirmou o presidente a jornalistas, em frente ao Palácio do Planalto.

A fala de Lula sobre corte de gastos provocou reação do mercado, com o dólar registrando alta de 1,16% e fechando cotado a R$ 5,518. É o maior valor nominal desde 18 de janeiro de 2022.

Nesta quarta-feira (26), durante entrevista ao portal UOL, o presidente brasileiro colocou em dúvidas a necessidade de efetuar um corte de gastos para melhorar o equilíbrio fiscal do governo. O mandatário afirmou que será preciso analisar se a questão pode ser resolvida com aumento da arrecadação.

“O problema não é que tem que cortar. Problema é saber se precisa efetivamente cortar ou se precisa aumentar a arrecadação. Temos que fazer essa discussão”, afirmou o presidente.

O petista também descartou a possibilidade de desvincular o BPC (Benefício de Prestação Continuada), um benefício que é concedido a idosos e portadores de deficiência de baixa renda, do valor do salário mínimo. A medida vem sendo discutida pelo seu governo.

Lula ainda acrescentou que seu governo está fazendo uma análise sobre se está havendo “gasto exagerado”, mas que isso está sendo feito “sem levar em conta nervosismos do mercado”.

Compartilhe:

Últimas Notícias
Editorias

Assine nossa Newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.