Lula diz ter ido dormir inquieto com cavalo ilhado em cima de telhado no RS

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) – O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou nesta quinta-feira (9) que foi dormir inquieto na noite da anterior, com a imagem do cavalo que estava ilhado no telhado de uma casa, em meio à inundação no Rio Grande do Sul.

O mandatário também acrescentou que seu governo vai “cavucar dinheiro” e que vai encontrar os recursos necessários para auxiliar o estado.

“O que vocês perceberam é que dentro das desgraças todas que temos falado nos útimos dias, eu ontem à noite fui dormir inquieto com a imagem de um cavalo em cima de um telhado. Ou seja, eu fico imaginando se aquele cavalo pensasse, como a gente imagina que são os pensamentos, o que aquele cavalo estava pensando sozinho, em cima do telhado”, afirmou o presidente.

“Hoje eu fiquei sabendo que já salvaram o cavalo, conseguiram tirar o cavalo. Espero que ninguém monte naquele cavalo durante um bom tempo porque ele merece um bom descanso”, completou.

Na manhã desta quinta-feira, após passar dias ilhado no telhado de uma casa em Canoas, na região metropolitana de Porto Alegre, o cavalo —que na verdade é uma égua— foi resgatado pelas equipes de resgate, que chegaram ao local para retirar o animal em botes e barcos dos bombeiros.

Imagens transmitidas ao vivo pela TV Globo mostram o momento em que um grupo de socorristas sobe no telhado, usa um equipamento para amarrar o animal e o coloca no bote. O resgate coloca fim a uma história que mobilizou autoridades, artistas e influenciadores do país.

Lula participou de cerimônia no Palácio do Planalto para anúncio de medidas econômicas para a população atingida pela calamidade climática no Rio Grande do Sul.

Ele estava acompanhado do presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), do presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Luís Roberto Barroso, do vice-presidente Geraldo Alckmin (PSB) e de ministros, como Fernando Haddad (Fazenda), que anunciou as medidas.

Durante o seu discurso, o presidente voltou a afirmar que não vão faltar recursos para a reconstrução do Rio Grande do Sul e que seu governo vai “cavucar” dinheiro e sempre vai encontrar os recursos necessários para ajudar o estado.

“Por último, eu queria dizer para vocês que a gente nunca tem todo dinheiro do mundo. E eu já disse três vezes: não faltará esforço desse governo, vamos tentar cavucar dinheiro onde tiver dinheiro. OLuís Roberto [presidente do STF] acabou de descobrir que tinha R$ 100 milhões lá e alguma coisinha na Justiça”, afirmou o presidente da República.

Pouco antes de Lula falar, Barroso havia anunciado que o Supremo detectou R$ 100 milhões em relação a penas pecuniárias, recursos que já foram quase que integralmente transferidos para a Defesa Civil do Rio Grande do Sul.

“Se a gente ficar cavucando a gente vai encontrar os recursos necessários para a gente devolver a dignidade ao povo”, completou.

Os estragos causados pelas chuvas que atingem o Rio Grande do Sul deixaram mais de cem mortos e afetam cerca de 1,5 milhão de pessoas.

Compartilhe:

Últimas Notícias
Editorias

Assine nossa Newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.