Lula diz que vai voltar ao RS na quarta para anunciar medidas para população atingida pelas enchentes

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) – O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou que vai retornar ao Rio Grande do Sul na quarta-feira (15) para visitar as áreas atingidas pelas chuvas que já deixaram mais de uma centena de mortos.

Lula também afirmou que vai anunciar nessa ocasião medidas para as pessoas atingidas pelas enchentes no estado.

“Não vamos descansar enquanto o Rio Grande do Sul não estiver 100% de pé, vendendo e emprestando o orgulho do povo gaúcho para o país inteiro”, afirmou o presidente.

A declaração aconteceu durante reunião virtual com o governador gaúcho, Eduardo Leite (PSDB), para decidir a suspensão temporária da dívida estadual. Uma parte da reunião foi transmitida pela Secom (Secretaria de Comunicação Social da Presidência).

Também participaram o presidente do Congresso, senador Rodrigo Pacheco (PSD-MG) e ministros como Fernando Haddad (Fazenda) e Rui Costa (Casa Civil).

O governo do presidente Lula vai suspender a dívida do Rio Grande do Sul com a União por três anos, período em que a taxa de juros cobrada sobre as parcelas cairá a zero. O estado é duramente atingido por fortes chuvas e inundações e contabiliza prejuízos bilionários, além de milhares de desabrigados.

A medida deve dar um alívio de R$ 11 bilhões ao governo gaúcho. Municípios em situação de calamidade e que têm dívida com o governo federal também serão alcançados pelo benefício.

O estado do Rio Grande do Sul vem enfrentando há duas semanas uma calamidade climática, com fortes chuvas e consequentes inundações. A calamidade climática atingiu a maioria dos municípios gaúchos, e obrigou mais de 600 mil pessoas a deixarem suas casas.

O nível do lago Guaíba, em Porto Alegre, está subindo rapidamente desde a madrugada desta segunda (13), em razão das novas chuvas que atingem a região.

Compartilhe:

Últimas Notícias
Editorias

Assine nossa Newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.