Linhas de trem e metrô funcionam normalmente um dia após greve

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Todas as linhas de trem e metrô circulam normalmente no início da manhã desta quarta-feira (29), após a greve de metroviários e ferroviários no dia anterior. Na terça-feira (28), as linhas operaram parcialmente nas primeiras horas do dia, com a implantação de planos de contingência das companhias.

A greve teve a adesão também de professores e servidores da Fundação Casa e da Sabesp (Companhia de Saneamento de São Paulo). Foi a terceira paralisação convocada por sindicatos neste ano contra as privatizações.

Em relação a paralisações anteriores, o movimento perdeu adesão e gerou uma sensação de transtorno menor do que nas outras ocasiões.

Com a greve, o trânsito de veículos ficou carregado logo cedo na capital. Segundo a CET (Companhia de Engenharia de Tráfego), foram registrados 630 km de lentidão às 8h de terça.

O governador Tarcísio de Freitas (Republicanos) subiu o tom contra os grevistas. Falou em anotação individual das faltas durante a greve “com vistas a aplicação de penalidade” e disse que a mobilização não impedirá o governo de seguir com o plano de privatizações. Em nota, o governo afirmou que a checagem nominal foi realizada pela manhã, sob protesto dos funcionários públicos.

“Não adianta fazer greve contra privatização. Vamos continuar tocando, vamos continuar desestatizando”, disse. Ele afirmou também que a gestão estadual não pode tolerar desrespeito e indisciplina.

Camila Lisboa, presidente do sindicato dos metroviários,, afirmou que a punição individual por faltas é inconstitucional. O sindicato disse que deve acionar órgãos como o Ministério Público do Trabalho e a OIT (Organização Internacional do Trabalho).

“Isso se chama assédio moral coletivo”, disse. “Ele está falando isso porque está se mostrando um autoritário, mas não é assim que a vida funciona.”

Compartilhe:

Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Pinterest
Últimas Notícias
Editorias

Assine nossa Newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.