Líder Arsenal vence Bournemouth e abre vantagem para o City no Inglês

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – O Arsenal venceu por 3 a 0 o Bournemouth neste sábado (4), no Emirates Stadium, em Londres, pela 36ª rodada do Campeonato Inglês. O resultado manteve a equipe na liderança da competição, com quatro pontos de vantagem para o Manchester City.

Saka abriu o placar. De pênalti, o inglês converteu aos 44 minutos da primeira etapa. Trossard ampliou para o Arsenal com um gol aos 24 do segundo tempo e Rice fechou o placar nos acréscimos da etapa final.

Gabriel Jesus e Gabriel Martinelli começaram a partida no banco de reservas, mas entraram no segundo tempo, enquanto o zagueiro Gabriel Magalhães, titular absoluto na zaga do time londrino, teve um gol anulado pelo VAR.

Com a vitória, o Arsenal chegou aos 83 pontos, quatro a mais do que o vice-líder Manchester City, que tem dois jogos a menos. O Bournemouth é apenas o 10º colocado, somando 48 pontos.

Como foi o jogo

O Arsenal dominou o primeiro tempo e jogou, praticamente, o tempo todo no campo de ataque, pressionado e criando chances. O goleiro Mark Travers fez o possível, evitou diversas chances claras de gol, mas também cometeu o pênalti ao ser driblado por Havertz. Saka colocou o Arsenal em vantagem.

Se na primeira etapa, o Bournemouth mal incomodou o adversário, a história foi outra no início do segundo tempo. Raya fez uma defesa fundamental e tirou um gol certo de Solanke.

Só que o Arsenal manteve a pressão, seguiu veloz no ataque e fez o segundo gol com Trossard. Logo depois, o Bournemouth fez um gol com Semenyo, que foi anulado após análise do VAR, que viu falta de Solanke no goleiro Raya.

Daí em diante, o Arsenal criou mais chances, não sofreu mais ataques perigosos e ainda marcou o terceiro gol com Rice.

Lances importantes

Arsenal pressiona. Logo aos 6 minutos de partida, Odegaard cortou a marcação dentro da área e finalizou, mas a zaga chegou na hora certa para bloquear.

Todo no ataque. Dentro da área, aos 9 minutos, Ben White recebeu de Havertz, ajeitou com carinho para trás e Trossard bateu de primeira. Senesi evitou o gol.

Aos 13, Havertz recebeu quase na pequena área e chutou de primeira com a perna esquerda, mas o goleiro Travers fez ótima defesa.

Cinco minutos depois, pela direita, Saka enfiou para Saliba, que invadiu a área, cortou para o meio e chutou de esquerda. Travers evitou o gol e, no rebote, Trossard mandou por cima.

Aos 20 minutos, Saka invadiu a área pela direita, se livrou da marcação e chutou para outra defesa de Travers.

Com 25 minutos de jogo, Thomas Partey recebeu na meia-lua, bateu de primeira e Travers se esticou todo para salvar o Bournemouth.

Logo no início da segunda etapa, Havertz recebeu na meia-lua, gira sobre a marcação e finalizou de esquerda. Travers, com a ponta dos dedos, fez mais uma grande defesa.

A primeira! Somente aos 8′ do segundo tempo, o Bournemouth quase marcou. Solanke saiu livre pela esquerda, invadiu a área e finalizou. Raya evitou o empate.

Não valeu. O VAR entrou em ação aos 28 minutos. Semenyo pegou de primeira após a bola explodir na trave e fez o gol do Bournemouth. Contudo, uma falta de Solanke sobre o goleiro Raya anulou o gol.

Que pena! Gabriel Magalhães chegou a marcar um golaço, aos 41 minutos, pegando a bola de primeira após bate e rebate na área do Bournemouth. Contudo, o VAR pegou um impedimento no início da jogada.

Compartilhe:

Últimas Notícias
Editorias

Assine nossa Newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.