Leonardo e Pabllo Vittar têm cachês de até R$ 550 mil na Virada Cultural

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – A Virada Cultural deste ano custará quase R$ 60 milhões aos cofres públicos, sendo que R$ 33,4 milhões foram gastos na infraestrutura e R$ 26,4 milhões em contratações artísticas.

O festival acontecerá no sábado (18) e no domingo (19), com apresentações de artistas como Pabllo Vittar, Kevin O Chris, Léo Santana, Joelma, Xamã, Raça Negra e Psirico.

O cachê mais alto é o do cantor sertanejo Leonardo, que receberá R$ 550 mil. Em seguida, vem Léo Santana, com R$ 500 mil e, depois, a cantora Gloria Groove, com R$ 400 mil.

Pabllo Vittar, artista que se apresentou no show da cantora Madonna, na praia de Copacabana, receberá R$ 357 mil para participar do evento. Já Joelma, dona do hit “Voando pro Pará”, ganhará R$ 300 mil. Os valores foram publicados no Diário Oficial da cidade.

Um dos motes desta Virada é a descentralização, processo que já vinha acontecendo desde 2022 e que foi ampliado no ano passado. Na edição deste ano, serão 22 palcos espalhados pela capital paulista, do centro a Parelheiros, passando por Heliópolis e Itaquera. Veja abaixo o cachê dos artistas.

*

VEJA OS MAIORES CACHÊS DA VIRADA CULTURAL

Leonardo

R$ 550 mil

Léo Santana

R$ 500 mil

Gloria Groove

R$ 400 mil

Raça Negra

R$ 390 mil

Pabllo Vittar

R$ 357 mil

Israel e Rodolffo

R$ 350 mil

Michel Teló

R$ 300 mil

Joelma

R$ 300 mil

L7NNON

R$ 285 mil

Xanddy Harmonia

R$ 280 mil

Compartilhe:

Últimas Notícias
Editorias

Assine nossa Newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.