Janete quer criação da Rota Turística da Torta Capixaba

Foto: Mara Lima/Ales

Ícone da culinária capixaba pode ganhar rota turística no Espírito Santo. O Projeto de Lei (PL) 231/2024, de Janete de Sá (PSB), que visa criar a Rota Turística da Torta Capixaba, está em tramitação na Assembleia Legislativa (Ales).

O objetivo principal do projeto é estimular o desenvolvimento das atividades turísticas em 16 municípios capixabas, recebendo o apoio dos programas oficiais destinados ao fortalecimento da regionalização do turismo no estado. Os municípios contemplados são: Conceição da Barra, São Mateus, Linhares, Aracruz, Fundão, Serra, Vitória, Vila Velha, Cariacica, Viana, Guarapari, Anchieta, Piúma, Itapemirim, Marataízes e Presidente Kennedy.

Na justificativa da proposição, a parlamentar ressalta que “a Torta Capixaba é um prato tão presente na história do Estado do Espírito Santo que até Pero Vaz de Caminha comentou em suas cartas sobre o hábito dos índios de comerem uma mistura de frutos do mar com palmito”.

Com a grande influência religiosa dos portugueses, a torta capixaba passou a ser majoritariamente consumida na Semana Santa.

“A Torta Capixaba é uma tradição do povo espírito-santense que se perpetua de mãe para filho até os dias atuais, fomentando o turismo em todas as suas formas e promovendo o empreendedorismo litorâneo”, defende a autora.

Um pouco de história

A torta capixaba tem influências portuguesa, indígena e africana. O prato, originalmente ligado aos indígenas, surgiu no litoral do estado. A receita original reúne peixe, siri, caranguejo, camarão e palmito. Foram adicionados os ovos, as azeitonas, a cebola e o bacalhau, resultando na torta capixaba como conhecemos hoje.

O prato concentra a história do Espírito Santo por trazer as características de diversos grupos que ajudaram a construir a cultura capixaba. Desde a confecção da panela de barro até a refeição compartilhada em família.

A torta capixaba tem, inclusive, seu próprio festival, que acontece durante a Semana Santa na Ilha das Caieiras, em Vitória. Projeto (PL 191/2024) que tramita na Ales quer tornar o Festival da Torta Capixaba patrimônio cultural do Espírito Santo.

Tramitação

A proposição passará por análise nas seguintes comissões: Justiça, Cultura, Turismo e Finanças. Se o PL for aprovado e virar lei, a nova legislação começa a valer a partir de sua publicação em diário oficial.

Compartilhe:

Últimas Notícias
Editorias

Assine nossa Newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.