Itamaraty pede desculpas a embaixadores pais de jovens negros abordados pela PM no Rio

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) – O Itamaraty recebeu nesta sexta-feira (5) os embaixadores do Gabão e da Burkina Faso e entregou aos diplomatas um pedido formal de desculpas pela abordagem policial, no Rio de Janeiro na quinta-feira (4), de um grupo de adolescentes negros.

Dois dos adolescentes abordados, que tiveram armas apontadas contra si, são filhos dos chefes das missões desses países. Um terceiro é filho de um diplomata da embaixada do Canadá e o quarto é neto do jornalista Ricardo Noblat.

Os filhos dos diplomatas estrangeiros são negros. A família do neto do jornalista afirma que a abordagem foi racista e denunciou o caso ao Itamaraty. De acordo com nota do Ministério das Relações Exteriores, na manhã desta sexta foi apresentado um pedido formal de desculpas.

“Na reunião, foi entregue em mãos dos Embaixadores estrangeiros nota verbal com um pedido formal de desculpas pelo lado brasileiro, e o anúncio de que o Ministério de Relações Exteriores acionará o governo do estado do Rio de Janeiro, solicitando apuração rigorosa e responsabilização adequada dos policiais envolvidos na abordagem.”

Os embaixadores foram recebidos pelo chefe do Cerimonial do Itamaraty, embaixador Mauro Furlan. Um documento com pedido de desculpas também será entregue à embaixada do Canadá, segundo o ministério.

Compartilhe:

Últimas Notícias
Editorias

Assine nossa Newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.