Instrutor de autoescola incendeia carro e mata amante carbonizada em Mauá (SP)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Um instrutor de autoescola foi preso na manhã de terça-feira (9) em Mauá, na Grande São Paulo, sob suspeita de atear fogo em um carro e matar uma mulher com quem mantinha um relacionamento extraconjugal.

O suspeito foi identificado como Miqueias Bezerra de Almeida, 42. Ele confessou o crime, de acordo com a SSP (Secretaria da Segurança Pública) e também segundo o advogado Vagner de Souza Barbosa, que o representa.

O caso foi registrado como feminicídio no 1° DP de Mauá, e a prisão em flagrante foi convertida em preventiva (sem prazo) pela Justiça.

Almeida marcou um encontro com a vítima, a cantora Alessandra Christina dos Santos Aguiar, 34, atrás de um campo de futebol no bairro Parque São Vicente. De acordo com o relato do suspeito, ele incendiou o carro após uma discussão.

O advogado afirmou que o suspeito, que é casado e tem duas filhas, mantinha um relacionamento com Alessandra havia cerca de um ano.

Ainda segundo a defesa, Almeida completava 23 anos de casamento no dia do crime e marcou o encontro porque queria terminar o relacionamento extraconjugal. A vítima, ainda de acordo com o advogado, dizia que falaria sobre o envolvimento deles para a esposa e as filhas do instrutor, e por isso ele cometeu o crime.

Os bombeiros foram até o local e combateram as chamas, e o corpo de Alessandra foi encontrado carbonizado no interior de veículo.

A placa do carro do instrutor foi anotada por testemunhas, e o suspeito foi encontrado depois em casa, com a família.

“A área foi isolada e preservada para acionamento da Polícia Judiciária. Horas depois, um suspeito foi detido para averiguação e confessou ser o autor do crime, relatando que havia marcado um encontro naquele local com a vítima”, afirmou a GCM.

Compartilhe: