Inglaterra vence Eslováquia na prorrogação; Bellingham marca de bicicleta

MACEIÓ, AL (UOL/FOLHAPRESS) – Parecia uma missão impossível, mas a Inglaterra venceu a Eslováquia por 2 a 1 de virada, já na prorrogação, e avançou às quartas de final da Eurocopa 2024. Com a vitória deste domingo (30), na Veltins-Arena, na Alemanha, os ingleses enfrentarão a Suíça.

Jude Bellingham e Harry Kane marcaram para a Inglaterra. Schranz, da Eslováquia, abriu o placar.

Quartas de final. A Inglaterra vai encarar a Suíça na quinta-feira (6), às 13h (de Brasília).

A Eslováquia, que nunca chegou às quartas, se despede da competição após quatro jogos, tendo acumulado uma vitória, um empate e duas derrotas.

CHUVA DE AMARELOS

O primeiro tempo foi marcado não só pelo gol da Eslováquia, mas também pela farta distribuição de amarelos. Ao todo foram cinco, sendo três para os ingleses e dois para os eslovacos.

DOMINA, MAS NÃO APROVEITA

A Inglaterra conseguiu impor seu estilo de jogo no início, com toques e lançamentos pelas laterais, mesmo sem tanta velocidade. Em alguns momentos do primeiro tempo, a equipe chegou a ter 80% de posse de bola, dominando o jogo e controlando as ações em campo.

Após a metade da primeira etapa, a Inglaterra perdeu a solidez defensiva que apresentava. A Eslováquia começou a crescer na partida, aproveitando melhor as oportunidades e finalizando com mais frequência, o que resultou na abertura do placar a favor dos eslovacos.

CHANCES PERDIDAS E VAIAS

Ao longo da primeira etapa, a Inglaterra acumulou várias chances de gol, mas não conseguiu acertar o alvo. A equipe trocou passes, mas encontrava dificuldades para penetrar na defesa adversária, mesmo com Saka, Bellingham e Foden sendo os principais destaques no ataque.

No final do primeiro tempo, os ingleses chegaram a ter duas cobranças de escanteios favoráveis seguidas, mas desperdiçaram as chances criadas. Como resultado, a equipe inglesa deixou o campo sob vaias da torcida.

ESLOVÁQUIA SEGURA O PLACAR; INGLATERRA REAGE

A Inglaterra teve duas chances seguidas de reação logo nos primeiros minutos do segundo tempo: primeiro com Foden, que teve um gol anulado pelo VAR, aos 4 minutos do segundo tempo, e em seguida com Harry Kane, que finalizou na entrada da área, dois minutos depois, mas sem sucesso.

Apesar de contar com bons jogadores, a Inglaterra não conseguiu surpreender a defesa adversária. O time abusou dos cruzamentos para a área, facilitando o trabalho dos zagueiros eslovacos.

Eslováquia segura o marcador. A equipe liderada por Francesco Calzona parou de avançar no último terço do campo nos 20 minutos finais do jogo, evitando acionar os jogadores ingleses responsáveis pelas saídas de bola e se expondo menos ao risco de contra-ataques.

Tudo igual. Nos momentos finais, Bellingham mostrou seu brilho quando Guéhi desviou de cabeça um cruzamento na área, permitindo que o jogador do Real Madrid finalizasse de bicicleta, garantindo o empate e levando a partida para a prorrogação.

Não demorou muito e logo no terceiro minuto da prorrogação, Harry Kane apareceu. O inglês aproveitou sobra de bola para chegar cabeceando e virar o jogo.

Compartilhe:

Últimas Notícias
Editorias

Assine nossa Newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.