Governador do RS cita cenário de guerra, reforça pedido de ajuda e Lula marca ida ao estado

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) – O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), afirmou nesta quarta-feira (1º) ao presidente Lula (PT) que o estado vive uma “situação de guerra” por causa das fortes chuvas que já deixaram dez mortos e 21 desaparecidos.

“Reforcei que precisamos da participação efetiva e integral das Forças Armadas na coordenação deste momento, que é como o de uma guerra. Não temos um inimigo para ser combatido, mas temos muitos obstáculos para serem superados e precisamos da atuação das Forças Armadas”, escreveu Leite nas redes sociais após telefonar ao petista.

Em resposta, Lula agendou uma viagem ao Rio Grande do Sul na quinta-feira (2), para acompanhar o resgate e definir ações emergenciais para o estado.

Compartilhe:

Últimas Notícias
Editorias

Assine nossa Newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.