Globo elege ‘calor infernal’ e apagões pelo Brasil como culpados por baixa audiência de novelas

ARACAJU, SE (FOOLHAPRESS) – A Globo reconhece que “Elas Por Elas” e “Fuzuê”, suas atuais novelas das seis e das sete, têm problemas em relação às suas narrativas. Mas, para a emissora, os vilões das baixas médias de audiência que os folhetins vêm alcançando são outros: o calor no Brasil e os apagões recentes em capitais importantes, como São Paulo e Rio de Janeiro.

A emissora se baseia especialmente nos números do Kantar Ibope. Dados obtidos pela Folha de S.Paulo apontam que o número de televisores ligados entre 17h e 20h na Grande São Paulo caiu quase 8%, saindo de 52% em julho para 44% em média neste mês de novembro.

É um índice muito baixo para os padrões brasileiros, que costuma sempre estar acima dos 50% no horário nobre, faixa em que as TVs brasileiras apresentam seus principais produtos.

Uma das justificativas encontradas pela Globo é que a onda de calor tem feito as pessoas ficarem mais tempo fora de casa. De fato, é normal que o número de ligados caia em dias mais quentes –historicamente, a audiência das TVs diminui com a proximidade do verão. E, nas últimas semanas, as temperaturas bateram recordes em São Paulo e Rio de Janeiro, onde a sensação térmica chegou a quase 60 graus.

Além disso, os apagões que atingiram essas capitais também contribuíram negativamente. Alguns bairros ainda vivem com falta de energia frequente, especialmente em comunidades mais pobres, que são o grosso da audiência.

Entre as tramas no ar, “Elas por Elas” foi a que mais sentiu os efeitos. Desde que os apagões aconteceram, a novela teve uma derrocada maior na audiência, caindo de 16 pontos para 14 na capital paulista. Cada ponto equivale a 207 mil indivíduos.

Compartilhe:

Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Pinterest
Últimas Notícias
Editorias

Assine nossa Newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.