Globo anuncia investimentos em humor após fim do núcleo de Marcius Melhem

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – A TV Globo divulgou, na tarde desta quarta-feira (5), investimentos que tem feito em uma nova diretoria dedicada ao humor dentro da emissora, com uma série de produções já engatilhadas —o que indica um reaquecimento do gênero nos canais do grupo, desde que o antigo núcleo comandado por Marcius Melhem foi desfeito com a saída do humorista da empresa, sob acusações de assédio.

Embora a empresa não tenha deixado de produzir humor, sobretudo nos canais fechados, houve um esfriamento dessa área dentro do canal depois do escândalo envolvendo o humorista —ele nega as acusações.

O anúncio, realizado na Rio2C, conferência da indústria criativa, foi comandado por Amauri Soares, diretor executivo da TV Globo e dos Estúdios Globo, ao lado de Manuel Belmar, diretor de produtos digitais e canais pagos, além do apresentador Luciano Huck e outras estrelas da casa. A nova diretoria fica sob o comando da executiva Patrícia Pedrosa.

“Sentíamos necessidade de produzir [mais] humor. Por isso criamos essa diretoria de gênero e abrimos uma interlocução com o mercado. Colocamos 60 projetos de pé que foram para o ‘pitching’ e temos 15 que estão em produção, começam a estrear no fim do ano”, afirmou Soares.

Entre os lançamentos de humor na previsão da emissora, está a série “Cosme e Damião”, realizada em parceria com o Porta dos Fundos, com Rafael Portugal e Cezar Maracujá —segundo Portugal, trata-se de uma produção autobiográfica que se passa no bairro carioca de Realengo, onde ele cresceu.

Na lista, também está a série “As Aventuras de Pablo e Luisão”, criada por Paulo Vieira a partir das histórias de seu pai e um amigo.

A Globo também prepara “Hassums”, que trará o humorista Leandro Hassum viajando em um motorhome com sua mulher pelos Estados Unidos, mas não deu mais detalhes sobre o novo programa.

Além disso, haverá novas temporadas de produções como “Lady Night”, “Portugal Show” e “Avisa Lá que eu Vou”.

O anúncio da Globo foi marcado por recados à Netflix, que tinha divulgado as novidades mais cedo. Logo no começo, por exemplo, Luciano Huck disse que tudo podia ser fotografado e compartilhado —um pedido exatamente contrário ao que a plataforma americana tinha feito em seu painel no mesmo palco.

“Uma semana de novelas no Brasil tem mais consumo de horas do que as três séries de maior sucesso do streaming que tem mais assinantes no mundo”, disse Amauri Soares, sem apresentar os dados que comprovassem sua afirmação.

Em sua fala, o executivo também disse que a emissora trabalha com uma “missão anti-algorítmica” —ou seja, levar ao ar produções de consumo massivo dentro do país, para além de bolhas restritas ao gosto pessoal.

“Isso serve para ouvir o outro e não fazer um mergulho em si mesmo, que é a lógica dessa comunicação por algoritmos. Nós da comunicação aberta nos sentimos obrigados a propor esses encontros”, afirmou ele.

Ao longo da apresentação, os executivos vez ou outra enfatizavam a nacionalidade brasileira da empresa e seu foco em conteúdo nacional, em uma clara mensagem aos concorrentes estrangeiros.

Além dos investimentos em humor, a emissora divulgou outras produções, tanto no esporte —com seus planos para a cobertura das Olimpíadas— quanto no jornalismo, com o planejamento para a cobertura eleitoral. A emissora pretende promover 150 debates entre candidatos a prefeito em todo o país.

Já entre as séries, a Globo destacou “O Jogo que Mudou a História”, parceria com o AfroReggae, que vai contar a história da guerra entre facções nas favelas de Vigário Geral e Parada de Lucas, no Rio de Janeiro.

Além dessa, a empresa também destacou novas temporadas de séries como “Os Outros” e “Rensga Hits!”, entre outras.

*

O jornalista viajou a convite Rio2C

Compartilhe:

Últimas Notícias
Editorias

Assine nossa Newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.