segunda-feira, 27 junho, 2022
em conformidade com o que estabelece a junta comercial do es - jucesspot_img

Lavrov acusa judeus de antissemitismo; Israel diz que comentário é ‘ultrajante’

Israel condenou os comentários do ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergey Lavrov, comparando o presidente ucraniano Volodymyr Zelensky, que é judeu, a Hitler e acusando os judeus de antissemitismo. O ministro das Relações Exteriores de israelense, Yair Lapid, chamou as declarações de Lavrov de “um terrível erro histórico” e informou que convocou o embaixador da Rússia para consultas, de quem exigiria um pedido de desculpas.

Questionado neste domingo, dia 1º, pelo canal italiano Rete 4 sobre as alegações da Rússia de que invadiu o país vizinho para “desnazificar” o território, Lavrov disse que a Ucrânia ainda pode ter elementos nazistas, mesmo que algumas figuras, incluindo Zelensky, sejam judeus. “Há muito tempo ouvimos o sábio povo judeu dizer que os maiores antissemitas são os próprios judeu”, disse.

No Twitter, Lapid chamou os comentários de “ultrajantes”. ” Os judeus não se mataram no Holocausto. O nível mais baixo de racismo contra os judeus é acusar os próprios judeus de antissemitismo”, escreveu.

O incidente ameaça deteriorar as relações entre os dois países em um momento em que Israel procura preservar os laços com Moscou apesar de invasão da Ucrânia, chamando a cooperação crucial para os objetivos de segurança nacional na Síria. Fonte: Dow Jones Newswires.

Redação
Estadao Conteudo
Copyright © 2022 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

POSTAGENS RECENTES

EDITORIAS

Relacionadas