quarta-feira, 18 maio, 2022
em conformidade com o que estabelece a junta comercial do es - jucesspot_img

Ucrânia: líderes das diplomacias da UE e dos EUA projetam união em meio à crise

Os líderes das diplomacias de Estados Unidos e União Europeia (UE) tentaram projetar uma frente unida, nesta quinta-feira, 20, em meio às preocupações de que a Rússia planeja invadir a Ucrânia. Os russos reuniram cerca de 100 mil soldados perto do território vizinho. Na quarta-feira, o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, disse que acredita que Moscou prepara uma invasão e alertou que o seu homólogo russo, Vladimir Putin, pagaria “um preço caro” pelas vidas perdidas.

Nesse contexto, o secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, conversou nesta quinta com diplomatas da Alemanha, França e Reino Unido – a chamada reunião do Quad. Um dia antes, ele se encontrou com o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, em Kiev para discutir a ameaça.

O chefe da diplomacia americana deve fazer um discurso sobre a crise ainda nesta quinta-feira, na capital alemã, antes de seguir para Genebra, na Suíça, onde se encontrará com o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergey Lavrov, na sexta-feira.

Em seu discurso na Academia de Ciências de Berlim-Brandemburgo, Blinken irá abordar a posição americana sobre a Ucrânia, o contexto histórico mais amplo da crise atual e a necessidade de os aliados apresentarem uma frente unificada para enfrentar a agressão da Rússia e as violações das normas internacionais , disseram autoridades americanas.

Blinken também deve se dirigir ao povo russo para delinear os custos que seu país pagará caso avance com uma invasão, afirmaram as fontes. Fonte: Associated Press.

POSTAGENS RECENTES

EDITORIAS

Relacionadas