Brasil notifica 326 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas - Vitória News
Vitória News
Olá. Detectamos que você está usando o Internet Explorer ou o Edge.

Nosso site é compativel somente com os navegadores Google Chrome, Mozilla Firefox, Safari ou Opera.

Use um desses navegadores caso já tenha instalado em seu dispositivo ou faça o download clicando no botão abaixo. Você será redirecionado para uma página onde poderá escolher o navegador que desejar e ele será baixado diretamente de sua página oficial de forma segura.
Clique aqui para atualizar o seu navegador
Geral
Brasil notifica 326 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas
Reportagem produzida por Estadão Conteúdo

O Brasil registrou 326 mortes por covid-19 nesta terça-feira, 30. Se somado o total de óbitos desde o início da pandemia, já são 614,7 mil vítimas da doença no País. A média móvel semanal, que elimina as distorções entre dias úteis e fim de semana, é de 231. Os dados são do consórcio de veículos de imprensa.

Não houve registro de óbitos pela infecção no Estado de Sergipe. O Distrito Federal não realizou atualizações nesta terça em razão do feriado local. Também não há dados do Acre, porque o sistema está fora do ar.

Os novos casos notificados da doença ficaram em 10.161, segundo o balanço. O País chegou total acumulado de 22.093.195 casos da infecção desde março de 2020, quando começaram a ser contabilizados. A média móvel de casos nos últimos sete dias é de 7.781.

Os dados diários são reunidos pelo consórcio de veículos de imprensa, que é formado por Estadão, g1, O Globo, Extra, Folha e UOL, em parceria com 27 secretarias estaduais de Saúde, em balanço divulgado às 20 horas.

Os números do Painel Covid, sistema de monitoramento do Ministério da Saúde, mostram que o país registrou 305 mortes, com 614.681 no total. Em relação à quantidade de casos, foram notificados 9.710 casos. Até hoje, 22.094.459. Já os recuperados somam 21.321.631.

O balanço de óbitos e de casos é resultado da parceria entre os seis meios de comunicação que passaram a trabalhar, desde 8 de junho do ano passado, de forma colaborativa para reunir as informações necessárias nos 26 Estados e no Distrito Federal. A iniciativa inédita é uma resposta à decisão do governo Bolsonaro de restringir o acesso a dados sobre a pandemia, mas foi mantida após os registros governamentais continuarem a ser divulgados.
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VitóriaNews.