Brexit: Eurasia eleva probabilidade de acordo do Reino Unido com UE para 60% - Vitória News
Vitória News
Olá. Detectamos que você está usando o Internet Explorer ou o Edge.

Nosso site é compativel somente com os navegadores Google Chrome, Mozilla Firefox, Safari ou Opera.

Use um desses navegadores caso já tenha instalado em seu dispositivo ou faça o download clicando no botão abaixo. Você será redirecionado para uma página onde poderá escolher o navegador que desejar e ele será baixado diretamente de sua página oficial de forma segura.
Clique aqui para atualizar o seu navegador
Geral
Brexit: Eurasia eleva probabilidade de acordo do Reino Unido com UE para 60%
Publicado por Estadão Conteúdo

Em grande parte pela pressão imposta pelos novos casos de coronavírus, a Eurasia aumentou a probabilidade do Reino Unido chegar a um acordo pelo Brexit em 2020 para 60%, frente aos 45% anteriores. As dificuldade impostas pela doença tendem a levar o governo britânico a realizar "concessões tangíveis" nas negociações com a União Europeia (UE), avalia a consultoria. No entanto, a análise prevê que avanços só devem ocorrer depois da reunião do Conselho Europeu, nos dias 15 e 16 de outubro.

A Eurásia avalia que os sinais de Londres estão "abrandando retoricamente e substancialmente", com as múltiplas crises geradas pela pandemia levando o primeiro-ministro, Boris Johnson, a "concluir que agora vai precisar do sucesso político de um acordo". A consultoria avalia que as negociações para questões técnicas avançaram em áreas como a pesca, questão importante para a França, um dos negociadores mais duros no bloco europeu. Ainda assim, questões como o mercado interno seguem sobre a mesa, segundo a análise.

A Eurásia vê a reunião do Conselho Europeu em outubro como um ponto de partida, não sendo provável ali o anúncio de um acordo, mas servindo para colocar o meio de novembro como prazo final. Além da questão com Paris, a consultoria ainda vê dificuldades em setores como o Parlamento Europeu, que podem representar riscos.
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VitóriaNews.