Fiscais da máfia do ISS são alvo de nova denúncia - Vitória News
Vitória News
Olá. Detectamos que você está usando o Internet Explorer ou o Edge.

Nosso site é compativel somente com os navegadores Google Chrome, Mozilla Firefox, Safari ou Opera.

Use um desses navegadores caso já tenha instalado em seu dispositivo ou faça o download clicando no botão abaixo. Você será redirecionado para uma página onde poderá escolher o navegador que desejar e ele será baixado diretamente de sua página oficial de forma segura.
Clique aqui para atualizar o seu navegador
Geral
Fiscais da máfia do ISS são alvo de nova denúncia
Publicado por Estadão Conteúdo

Os auditores fiscais Ronilson Bezerra Rodrigues, Eduardo Horle Barcellos, Carlos Augusto di Lallo Leite do Amaral e Luis Alexandre Cardoso de Magalhães, acusados de integrar a Máfia do Imposto sobre Serviços (ISS), foram alvo de uma nova denúncia pelo crime de concussão - em que o servidor público recebe vantagem em decorrência do cargo que ocupa. Eles foram citados na denúncia apresentada pelo Ministério Público Estadual (MPE) à Justiça que incluiu o auditor fiscal Fábio Camargo Remesso.

A denúncia mostra que Remesso atuou para obter propina de empresas que foram achacadas pelos demais integrantes da máfia. Cita como exemplo a construtora Alimonti. O texto diz que funcionários da empresa foram regularizar a situação de um imóvel entre 2007 e 2010 e, ao serem atendidos pelo fiscal Magalhães, foram alvo de extorsão. Ao se recusarem a pagar, procuraram Remesso. "Ocultando sua condição de integrante da associação criminosa, Remesso disse que iria buscar informações sobre a regularização, mostrando-se, em um primeiro momento, prestativo", diz o texto. Depois, ele pediu R$ 190 mil para liberar o imóvel, segundo o Ministério Público. O dinheiro, ainda segundo o texto, foi pago para Cassiana Manhães Alves, mulher de Ronilson, e Clarice Aparecida Silva do Amaral, mulher de Lallo.

Se condenados, as penas dos fiscais serão somadas à de outra denúncia, que já tramita na Justiça, sobre outros casos de corrupção. A reportagem tentou contato com a Alimonti e com os advogados de todos os envolvidos, sem sucesso.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.
X
Olá! Faça seu cadastro no VitóriaNews.
{{app_feedback}}
{{getTitulo}}
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Comentando como
{{dados_login.nome}}
Sair
{{app_feedback_comment}}
{{comentario.nome}}
{{comentario.comentario}}