Agentes do TRE-RJ são agredidos em ação de fiscalização em Belford Roxo - Vitória News
Vitória News
Olá. Detectamos que você está usando o Internet Explorer ou o Edge.

Nosso site é compativel somente com os navegadores Google Chrome, Mozilla Firefox, Safari ou Opera.

Use um desses navegadores caso já tenha instalado em seu dispositivo ou faça o download clicando no botão abaixo. Você será redirecionado para uma página onde poderá escolher o navegador que desejar e ele será baixado diretamente de sua página oficial de forma segura.
Clique aqui para atualizar o seu navegador
Geral
Agentes do TRE-RJ são agredidos em ação de fiscalização em Belford Roxo
Publicado por Editoria O GLOBO

RIO - Agentes do Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ) foram agredidos durante uma ação de fiscalização em Belford Roxo, na Baixada Fluminense, na tarde desta quarta-feira. Cabos eleitorais do deputado estadual Waguinho (PMDB), candidato a reeleição, atacaram a equipe com pedras, junto com outras pessoas que estavam no local; o carro da equipe também foi chutado e os adesivos, arrancados.

Os agentes tinham ido a Rua Londres, no bairro Heliópolis, para cumprir um mandado de busca e apreensão expedido a pedido do Ministério Público Eleitoral. No local, três tratores estavam recapeando a rua, onde havia placas do candidato, e um panfleto com o slogan "Asfalto na porta". Os tratores foram lacrados, e o material, apreendido. A agressão, ainda de acordo com o TRE-RJ, foi registrada na delegacia local. O candidato chegou a ter seu registro impugnado pelo Ministério Público Eleitoral devido a uma condenação por abuso de poder político e econômico pela utilização de centros sociais para fins eleitoreiros. Waguinho conseguiu deferir a candidatura após obter uma liminar do Tribunal Superior Eleitoral que suspendeu os efeitos da condenação até novo julgamento.

O procurador regional eleitoral, Paulo Roberto Bérenger, repudiou a agressão aos fiscais e disse que tomará as providências cabíveis:

- A agressão de fiscais da propaganda é uma coisa grave, demonstra total falta de respeito pelas atividades estatais e pelo poder público. Assim que recebermos a comunicação iremos tomar providências com a instauração de inquérito policial.

Em Campos, agentes de fiscalização apreenderam quatro caminhões com 600 placas do candidato do PMDB ao governo do Estado, Luiz Fernando Pezão, e um carro, além de R$ 3,5 mil que estariam sendo usados, segundo uma denúncia anônima, para pagar pessoas pela colocação de placas em residências, o que é proibido pela legislação eleitoral. Os veículos estavam parados, próximo à igreja Nossa Senhora do Rosário do Saco, no bairro de Parque Leopoldina.

Os fiscais seguiram os veículos até a BR-356, na saída de Campos, sentido Itaperuna, e os abordaram. Onze pessoas foram ouvidas pelo juiz eleitoral da 75ª Zona Eleitoral, Geraldo da Silva Batista Júnior. De acordo com o TRE-RJ, uma delas - que tinha dois envelopes de dinheiro, um com R$ 2 mil e outro com R$ 1,5 mil, além de um papel com diversos nomes com respectivo município - se disse coordenadora de campanha do candidato. Não foram apresentadas as notas fiscais das placas nem a documentação relacionada ao frete dos caminhões.
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VitóriaNews.