quarta-feira, 25 maio, 2022
em conformidade com o que estabelece a junta comercial do es - jucesspot_img

CNJ lança campanha nas redes sociais para período da Copa do Mundo

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) entra em campo e lança, nesta segunda-feira (9/6), campanha nas redes sociais voltada para a Copa do Mundo. Até a partida final do campeonato, em 13 de julho, internautas brasileiros e estrangeiros poderão acompanhar e divulgar os posts sobre assuntos de interesse do torcedor e do turista que estará no Brasil para os jogos.

A campanha será aberta com a inauguração de nova identidade visual especialmente criada para o período do mundial no Brasil. Neste ambiente, o internauta vai encontrar informações sobre direitos e deveres previstos no Estatuto do Torcedor, detalhes do código de conduta dentro dos estádios e, ainda, o Código de Defesa do Consumidor e informações de atendimento dos juizados especiais nos aeroportos nas 12 cidades-sede dos jogos e nos locais de competição. A ideia é divulgar orientações de serviço para que os cidadãos e turistas possam assegurar o cumprimento dos seus direitos com auxílio do Poder Judiciário.

Ao todo, serão 22 publicações no Facebook. Alguns posts serão traduzidos para o inglês, a fim de alcançar também os visitantes estrangeiros. No compartilhamento, a hashtag #EuQueroVerGol vai reunir todos os posts do CNJ com o intuito de incentivar, além da bola na rede, também os gols de cidadania e justiça durante a Copa. Os temas também serão abordados no Twitter, YouTube e Instagram. No Youtube, o programa CNJ Responde, que vai ao ar todas as quintas-feiras, vai tirar dúvidas dos internautas e ganhará uma edição extra às terças-feiras.

Copa do Mundo – A estimativa do Ministério do Turismo é de que, durante os jogos, 3,7 milhões de pessoas estarão em visita nas doze capitais, sedes da Copa do Mundo. São elas: Brasília/DF, Belo Horizonte/MG, Cuiabá/MT, Curitiba/PR, Fortaleza/CE, Manaus/AM, Natal/RN, Porto Alegre/RS, Recife /PE, Rio de Janeiro/RJ, Salvador/BA e São Paulo/SP. O total estimado de estrangeiros que devem transitar por essas cidades é de 600 mil.

Para reforçar o atendimento a turistas e torcedores pelo Poder Judiciário, o CNJ preside o Fórum Nacional de Coordenação das Ações do Poder Judiciário para a Copa do Mundo Fifa 2014, com o intuito de implementar ações nos estados que receberão os jogos. Essa atuação envolverá, principalmente, o atendimento aos cidadãos brasileiros e estrangeiros nos juizados nos aeroportos, dentro dos estádios por meio de estrutura semelhantes aos juizados do torcedor e nas imediações dos locais de jogos, por meio de plantões judiciários.

Ranking – A página do CNJ no Facebook vem alcançando o topo de repercussões nos últimos quatro meses no ranking dos órgãos governamentais mundiais. Com 683 mil fãs, os números colocam o CNJ na frente de importantes páginas institucionais como Israel Defenses Forces, United States Marine Corps e The White House.

No Brasil, a repercussão da página do CNJ na maior rede social da Internet, com mais de 879 mil repercutindo os temas postados, está à frente do Exército (2º lugar); do Ministério da Saúde (3º); do Tribunal Superior do Trabalho (4º) e do Departamento de Polícia Federal – Ministério da Justiça (5º). O Brasil é o segundo país com maior número de usuários do Facebook no mundo, ficando atrás apenas dos EUA.

Antes da campanha da Copa, o CNJ realizou ação no Facebook voltada para o combate ao tráfico de pessoas, com a hashtag #GenteNãoSeCompra. Foram cinco postagens que alcançaram 12.970 compartilhamentos. No Twitter, o CNJ também tem número representativo de seguidores. São cerca de 240 mil.

POSTAGENS RECENTES

EDITORIAS

Relacionadas