Israel sobe para US 20 milhões indenização à Turquia por ataque à frota - Vitória News
Vitória News
Olá. Detectamos que você está usando o Internet Explorer ou o Edge.

Nosso site é compativel somente com os navegadores Google Chrome, Mozilla Firefox, Safari ou Opera.

Use um desses navegadores caso já tenha instalado em seu dispositivo ou faça o download clicando no botão abaixo. Você será redirecionado para uma página onde poderá escolher o navegador que desejar e ele será baixado diretamente de sua página oficial de forma segura.
Clique aqui para atualizar o seu navegador
Geral
Israel sobe para US 20 milhões indenização à Turquia por ataque à frota
Publicado por Editoria O GLOBO

JERUSALÉM - O governo de Israel ofereceu US 20 milhões para indenizar as famílias dos cidadãos turcos mortos ou feridos no assalto do Exército israelense a uma frota que pretendia romper o bloqueio de Gaza em 2010. Citando "fontes diplomáticas ocidentais", o jornal israelense "Haaretz" afirma que as discussões entre ambos os países avançaram, mas o acordo ainda não foi concluído. Em maio de 2010, o Exército israelense atacou o navio Mavi Marmara, integrante da Frota da Liberdade, que pretendia romper o bloqueio a Gaza. No episódio, nove ativistas turcos morreram.

- Houve grande passos, mas ainda restam pontos para resolver - disse o vice-primeiro-ministro turco, Bülent Arinç, à imprensa na segunda-feira, sem dar mais detalhes. - Ainda não estamos na assinatura (...) mas a solução está perto.

Segundo o "Haaretz", os dois países retomaram as negociações em dezembro do ano passado, coincidindo com a visita de uma delegação de Israel a Ancara. Na ocasião, as autoridades turcas exigiram US 30 milhões em indenizações, mas Israel apresentou US 15 milhões como contraproposta.

O periódico israelense disse ainda que o dinheiro não será entregue diretamente às famílias, e sim, depositado em um fundo humanitário para ser compartilhado em função de critérios específicos.

Oficial é morto em Gaza

Um oficial israelense morreu por disparos dos próprios companheiros perto da barreira que separa Israel da Faixa de Gaza, anunciou o exército em um comunicado. O oficial participava em uma "operação de rotina" em uma área próxima à barreira de segurança do lado israelense. Uma investigação foi aberta para apurar o caso.
X
Olá! Faça seu cadastro no VitóriaNews.
{{app_feedback}}
{{getTitulo}}
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Comentando como
{{dados_login.nome}}
Sair
{{app_feedback_comment}}
{{comentario.nome}}
{{comentario.comentario}}