Autoridades questionam história fantástica de náufrago que sobreviveu 13 meses no mar - Vitória News
Vitória News
Olá. Detectamos que você está usando o Internet Explorer ou o Edge.

Nosso site é compativel somente com os navegadores Google Chrome, Mozilla Firefox, Safari ou Opera.

Use um desses navegadores caso já tenha instalado em seu dispositivo ou faça o download clicando no botão abaixo. Você será redirecionado para uma página onde poderá escolher o navegador que desejar e ele será baixado diretamente de sua página oficial de forma segura.
Clique aqui para atualizar o seu navegador
Geral
Autoridades questionam história fantástica de náufrago que sobreviveu 13 meses no mar
Publicado por Editoria O GLOBO

CIDADE DO MÉXICO - A história do náufrago que diz ter ficado mais de um ano à deriva no Oceano Pacífico após deixar a costa do México parece fantástica demais para algumas autoridades das Ilhas Marshall, onde ele foi resgatado após sobreviver por 13 meses comendo peixes e aves capturados com as mãos e bebendo sangue de tartaruga. Gee Bing, secretário interino das Relações Exteriores das Ilhas Marshall, disse que continua cético em relação à história. Nesta terça-feira, ele falou com a família e já recebeu alta, de acordo com um dos médicos do Hospital de Majuro, capital da ilha.

- Isso soa como uma história incrível, e eu não tenho certeza se eu acredito nela. Ele não estava realmente magro em comparação com outros sobreviventes. Talvez eu tenha algumas dúvidas. Assim que começar a se comunicar com o local onde ele vem, nós vamos ser capazes de descobrir mais informações.

Segundo o pescador, seu nome é José Salvador Alvarenga e ele nasceu em El Salvador. Um enfermeiro teve que ajudá-lo a desembarcar, após a viagem de 22 horas desde o atol de corais de Ebon. Cerca de mil pessoas aguardavam para acompanhar sua chegada, que sorriu e acenou antes de ser levado para um hospital onde se submeterá a exames médicos. Alvarenga deve ter alta nesta terça e será transferido para um hotel para "ficar tranquilo" à espera de sua repatriação, que já está em curso.

Depois de falar com Alvarenga, o embaixador dos EUA nas Ilhas Marshalls, Tom Armbruster, disse que é difícil imaginar como alguém pode sobreviver 13 meses no mar.

- Mas também é difícil imaginar como alguém pode chegar à costa das Ilhas Marshall do nada. Certamente esse cara passou por uma provação e esteve no mar por algum tempo - disse, contando que ele havia reclamando tornozelos inchados e dor nas articulações, o que justificaria o fato Alvarenga não ter emagrecido como esperado.

Os dois moradores de Ebon que resgataram o pescador contam que quando o encontraram ele usava apenas um pedaço de pano na cintura. Tinha o cabelo muito comprido e uma barba farta, e não caminhava sem ajuda.

Oficial dos serviços de resgate de Chiapas, no México, Jaime Marroquín confirmou que um barco tripulado por dois pescadores - o outro, chamado Ezequiel, morreu de acordo com Alvarenga - foi dado como desaparecido na Costa Azul, dois dias depois de ter zarpado, em 17 de novembro de 2012. O relatório foi apresentado pelo proprietário do barco, um membro da cooperativa Camaroneros de la Costa, mencionado pelo náufrago em uma entrevista.

O relatório oficial dá dois pescadores como desaparecidos no local: Cirilo Vargas e Ezequiel Córdoba. Ambos teriam 38 anos, o que não bate com a descrição de Alvarenga de que seu companheiro era um adolescente. O nome de Alvarenga não é mencionado.

Erik van Sebille, oceanógrafo da Universidade de New South Wales, em Sydney, afirmou em entrevista ao jornal "Independent" que havia uma boa chance de um barco à deriva na costa oeste do México acabar sendo pelas correntes para as Ilhas Marshall. Uma viagem deste tipo normalmente demoraria de 18 meses a dois anos, dependendo dos ventos e correntes.

- Existe uma corrente muito forte no caminho que, basicamente, leva você diretamente do México em direção a Indonésia. No caminho estão as Ilhas Marshall - disse.
X
Olá! Faça seu cadastro no VitóriaNews.
{{app_feedback}}
{{getTitulo}}
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Comentando como
{{dados_login.nome}}
Sair
{{app_feedback_comment}}
{{comentario.nome}}
{{comentario.comentario}}