sábado, 2 julho, 2022
em conformidade com o que estabelece a junta comercial do es - jucesspot_img

Alckmin usa saída secundária para evitar imprensa em São Paulo

SÃO PAULO. O governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB) usou uma saída secundária da Escola Estadual Professor Milton Rodrigues, na Freguesia do Ó, em São Paulo, para evitar o contato com a imprensa depois de evento realizado nesta segunda-feira.

Seria a primeira entrevista do governador depois da apresentação, pelo Ministério Público Federal (MPF), de denúncia contra 12 investigados por crimes de corrupção e lavagem de dinheiro, relativos a um aditivo de contrato firmado em 1998 pela multinacional francesa Alstom com uma companhia de energia do governo de São Paulo.

Segundo a denúncia, o pagamento de propina a funcionários públicos do Estado ocorreu entre 1998 e 2003, durante as gestões do ex-governador Mário Covas e e do atual, Geraldo Alckmin, durante sua primeira gestão. Em valores corrigidos, a comissão paga para evitar licitação da construção de estações de transmissão de energia foi de R$ 23,3 milhões, em valores corrigidos.

Na manhã desta segunda-feira Alckmin percorreu salas de aula e conversou com alunos durante ato de anúncio de ampliação do Programa Escola de Tempo Integral no estado. Ao ser abordado por jornalistas com perguntas sobre o caso Alstom, o governador afirmou que daria declarações ao fim do evento.

A estrutura de entrevista coletiva foi montada no principal corredor de acesso à escola e a imprensa foi convidada a aguardar o governador neste local. No entanto, Alckmin despistou os jornalistas e deixou o edifício enquanto o secretário de Educação, Herman Voorwald, concedia entrevista.

A denúncia apresentada pelo MPF é a primeira de caráter criminal envolvendo uma empresa do cartel dos setores de energia e metroferroviário, por práticas que são investigadas desde 2008. Contratos da Alstom com o Metrô e a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) também são alvo de outro inquérito, ainda em curso.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

POSTAGENS RECENTES

EDITORIAS

Relacionadas