sábado, 2 julho, 2022
em conformidade com o que estabelece a junta comercial do es - jucesspot_img

Vítima de ataques a ônibus no Maranhão recebe alta

RIO – Dezessete dias depois dos ataques a ônibus em São Luís, recebeu alta a operadora de caixa Abiancy Silva dos Santos, de 35 anos, que teve 10% do corpo queimado no início de janeiro. Até a manhã de ontem, ela estava internada no Hospital Geral Tarquínio Lopes, na capital maranhense, com queimaduras de segundo grau no abdômen e no braço direito. A onda de violência matou uma criança e deixou cinco feridos.

Abiancy é a segunda vítima a ter alta. A primeira foi Lorrane Beatriz Santos, de 1 ano e 5 meses, levada para casa na última quarta-feira. A criança é irmã da menina Ana Clara Sousa, que, aos 6 anos, morreu em decorrência de queimaduras em 95% do corpo. A mãe, Juliane Carvalho Santos, teve ferimentos em 40% do corpo e segue internada em estado grave, mas, segundo boletim médico divulgado pela Secretaria de Saúde do Distrito Federal, respira sem a ajuda de aparelhos. O quinto ferido é Márcio Ronny, com 72% do corpo queimado, ainda internado em estado grave na UTI do Hospital Geral. Márcio foi o responsável por retirar Ana Clara de dentro do ônibus incendiado no bairro de Vila Sarney. Segundo testemunhas, Ronny voltava do trabalho quando o ônibus em que estava foi parado pelos bandidos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

POSTAGENS RECENTES

EDITORIAS

Relacionadas