domingo, 26 junho, 2022
em conformidade com o que estabelece a junta comercial do es - jucesspot_img

Reservas da Argentina baixam de US$ 30 bi e dólar volta a bater recorde no mercado paralelo

BUENOS AIRES – As reservas internacionais do Banco Central da Argentina baixaram do nível psicológico de US$ 30 bilhões nesta quinta-feira, situando-se em US$ 29,8 bilhões, tendência que deve continuar este ano na avaliação de diversos economistas. O atual nível é o mais baixo desde novembro de 2006.

O chefe de Gabinete, Jorge Capitanich, admitiu a queda, mas justificou a diminuição pelo aumento do gasto com insumos para fomentar a indústria e a pressão de turistas em férias. Capitanich disse ainda que o recuo pode ser explicado pelo esforço que o governo vem fazendo para pagar dívidas com credores, entre eles o Fundo Monetário Internacional (FMI).

Os analistas, no entanto, têm outra versão para a diminuição das reservas. Segundo eles, a queda se acelerou depois que o governo impôs restrições à compra de dólares no final de 2011, para evitar evasão da divisa. Em janeiro daquele ano, a saída de dólares da Argentina atingiu o recorde de US$ 52,5 bilhões. Muitos economistas também atribuem a diminuição das reservas ao elevado déficit fiscal e a inflação, que fechou 2013 em 11,9% segundo o governo, percentual bem abaixo dos 28,4% calculados pelas consultorias privadas.

Capitanich justificou a redução das reservas citando ainda a transferência de quase US$ 43 bilhões para o pagamento da dívida pública, e lembrou que, só em dezembro de 2013, o governo desembolsou US$ 527 milhões para o pagamento de bônus do Tesouro. Na primeira semana deste mês, o BC já deu baixa em US$ 740 milhões para saldar diversos compromissos e tentar segurar a cotação do dólar no mercado paralelo.

Apesar das restrições à compra da moeda americana, o dólar voltou a bater novo recorde nesta quinta, negociado a 11,43 pesos, enquanto no câmbio oficial a divisa era vendida a 6,78 pesos. Pressão de especuladores e aumento da demanda de turistas em férias pressionam o mercado, que começa a reduzir a quantidade de dólares à venda.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

POSTAGENS RECENTES

EDITORIAS

Relacionadas