sábado, 2 julho, 2022
em conformidade com o que estabelece a junta comercial do es - jucesspot_img

ONG questiona nomeação de juízes pró-governo no Equador

QUITO – Um grupo internacional de direitos humanos acusa o governo do Equador de “minar seriamente” a independência do poder Judiciário do país através da remoção e nomeação de centenas de juízes.

A Human Rights Watch diz em uma carta entregue nesta quarta-feira que a quase dominação completa de ex-membros do governo do presidente Rafael Correa no Conselho do Judiciário prejudica a imparcialidade dos tribunais do Equador.

A carta ao presidente do conselho diz que as mudanças de pessoal nos tribunais foram feitos através de “mecanismos altamente questionáveis” que faltava transparência e padrões internacionais ignorados. As mudanças incluem nomear todos os 21 membros da mais alta corte do Equador.

A carta foi dirigida ao presidente do conselho judiciário, Gustavo Jalkh. Seu escritório não respondeu imediatamente sobre pedidos para que ele comentasse o assunto por telefone ou e-mail.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

POSTAGENS RECENTES

EDITORIAS

Relacionadas