sexta-feira, 24 junho, 2022
em conformidade com o que estabelece a junta comercial do es - jucesspot_img

Morre Roy Cicala, engenheiro de som de John Lennon

RIO – Engenheiro de som, entre 1968 e 1987, do lendário estúdio novaiorquino Record Plant (onde gravou e produziu discos de John Lennon, Elvis Presley, Aerosmith, Queen, Sting, Frank Sinatra, Dire Straits, Miles Davis, Ray Charles, entre outros), o americano Roy Joel Cicala, de 73 anos, morreu na terça-feira, às 23h50 no hospital AC Camargo, em São Paulo, de falência múltipla dos órgãos. Ele sofria de um câncer no fêmur.

Há oito anos no Brasil (onde veio para viver com Hanna, filha que teve com uma brasileira), Roy realizou seminários sobre técnicas de gravação e produziu discos do grupo Forgotten Boys e do cantor Ciro Pessoa e remixou o “Acústico MTV”, de Lobão, quando da inclusão do disco na caixa “Lobão 81-91”. Com parte do equipamento para o Brasil, ele montou o estúdio South America Plant.

Amigo próximo de John Lennon (que teria se refugiado em sua casa quando se separou temporariamente de Yoko Ono, nos anos 1970), Roy começou a trabalhar com o beatle quando a banda ainda estava em atividade, foi engenheiro de som dos álbuns solo “Imagine”, “Minda games” e “Double fantasy”. “John Lennon era ansioso no estúdio, louco para finalizar e lançar. Roy Cicala conseguia garantir um bom som para todas aquelas urgências, ainda que na última década Yoko Ono tenha mandado remixar tudo”, conta o produtor Marcelo Froes.

Em abril, o jornalista Cláudio Júlio Tognolli publica uma biografia de Cicala, “The Magic Door”. O enterro do produtor foi marcado para a quarta-feira, às 17h, no Cemitério Redentor, em São Paulo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

POSTAGENS RECENTES

EDITORIAS

Relacionadas