quarta-feira, 29 junho, 2022
em conformidade com o que estabelece a junta comercial do es - jucesspot_img

Massa é o mais rápido no último dia de testes em Jerez

Jerez de la Frontera, Espanha No quarto e último dia da primeira série de testes de pré-temporada da F-1, em Jerez de la Frontera, Espanha, o brasileiro Felipe Massa, agora na Williams, mostrou nesta sexta-feira seu cartão de visitas na nova equipe, como o mais rápido do dia, no tempo de 1m28s229 (86 voltas). O segundo foi o espanhol Fernando Alonso, da Ferrari, com 1m29s145 (115 voltas), e o terceiro Daniel Juncadella, espanhol, piloto reserva da Force India, com 1m29s457 (81 voltas).

Massa tem reiterado a esperança de que o ano de 2014 venha a representar uma virada de página na sua carreira e na da Williams, que luta para se recuperar do maus resultados no campeonato de 2013. Nesta sexta-feira, conseguiu impor nove décimos de vantagem sobre Alonso, seu ex-companheiro na Ferrari.

– Não foi um grande dia porque choveu, mas completamos várias voltas que nos permitiram entender o comportamento do carro no molhado, tanto com os pneus quanto com o motor. Também superamos apenas hoje o total de voltas dos três dias anteriores, o que julgo como outro passo à frente. Agora, temos de nos concentrar para aumentar ainda mais a quilometragem diária nos próximos treinos no Bahrein – antecipou. – No geral, estou contente com meus primeiros dias na Williams e satisfeito com o que vi da equipe nesta semana. Claro que é importante ser competitivo, mas treino é treino e daqui em diante o negócio é se preparar para o Bahrein e para a abertura do calendário, que na verdade é o que mais vai contar.

Também nesta sexta-feira, Kevin Magnussen, da McLaren, foi o quarto mais rápido, em 1m30s806 (110 voltas); Lewis Hamilton, o quinto, pela Mercedes, com 1m30s822 (41 voltas); Jules Bianchi, da Marussia, o sexto, com 1m32s222 (25 voltas); Adrian Sutil, da Sauber, o sétimo, com 1m36s571 (69 voltas); Nico Rosberg, da Mercedes, o oitavo, com 1m36s951 (91 voltas); Kamui Kobayashi, da Caterham, o nono, no tempo de 1m43s193 (54 voltas); e Daniil Kvyat, da Toro Rosso, o décimo, com 1m44s016 (9 voltas). Já as equipes irmãs RBR e STR voltaram a ter problemas na atividade. A RBR, que vem dominando as quatro últimas temporadas, tornou a enfrentar dificuldades e abandonou a pista na parte da manhã do teste. O australiano Daniel Ricciardo, dqa RBR, terminou em 11º e último com apenas sete voltas, a melhor em 1m45s374. A RBR informou ter descoberto um problema mecânico, que não poderia ser resolvido para a segunda sessão do dia, na tarde desta sexta-feira.

– Foi um teste muito difícil. Tivemos vários problemas com o motor Renault, assim como problemas com o resfriamento do chassis, coisas que afetaram muito o nosso desempenho – analisou o diretor da equipe, Christian Horner, sobre o modelo RB10.

Os próximos testes serão no Bahrein, de 19 a 22 de fevereiro. O campeonato começa no dia 16 de março com o GP da Austrália.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

POSTAGENS RECENTES

EDITORIAS

Relacionadas