quarta-feira, 29 junho, 2022
em conformidade com o que estabelece a junta comercial do es - jucesspot_img

Ladrões tentaram roubar as cinzas de Freud e sua mulher

LONDRES – Ladrões tentaram roubar as cinzas de Sigmund Freud, pai da psicanálise, e de sua mulher Martha no cemitério londrino onde se encontram na capital britânica, entre 31 de dezembro e 1º de janeiro. A urna do século III a.C que continha as cinzas ficou seriamente danificada, de acordo com polícia, que abriu uma investigação.

“Entre 31 de dezembro e 1º de janeiro, ladrões tentaram roubar uma urna com os restos de Sigmund Freud e de sua esposa Martha do cemitério de Hoop Lane”, afirma um comunicado da polícia.

– Foi um ato desprezível de um ladrão desalmado – afirmou o detetive Daniel Candler, segundo o comunicado. – Deixando de lado o valor financeiro da urna irreparável e o significado histórico de Freud, o fato de que alguém pretenda roubar um objeto sabendo que contém os últimos restos de uma pessoa é inacreditável – acrescentou Candler, que pediu a colaboração da população para resolver o caso.

Freud morreu em Londres, em 1939, aos 83 anos. O autor de “A Interpretação dos Sonhos”, de origem judaica, chegou de Viena a Londres um ano antes, depois da anexação da Áustria pela Alemanha nazista. Sua mulher Martha morreu 12 anos mais tarde, em 1951, também em Londres.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

POSTAGENS RECENTES

EDITORIAS

Relacionadas