domingo, 26 junho, 2022
em conformidade com o que estabelece a junta comercial do es - jucesspot_img

Governo da Turquia quer restringir ainda mais uso da internet no país

ISTAMBUL – A Turquia está tentando aumentar o controle sobre o acesso à Internet num momento em que o governo também vem apertando o cerco sobre as instituições jurídicas do país, em resposta a um escândalo de corrupção. Um projeto de lei apresentado pelo partido AK daria ao ministro dos Transportes e Comunicação o poder de bloquear sites que supostamente restringem a privacidade dos usuários, bem como a provedores que retêm informações e movimentação na rede. Se aprovada, a medida também impediria que os usuários burlassem a censura.

O Vimeo, um dos mais importantes sites para compartilhar vídeos, está bloqueado no país desde o dia 10 de janeiro. Quem tenta entrar no site recebe o aviso: “A página que você está tentando acessar foi bloqueada por uma resolução judicial do 10º Tribunal Pena de Istambul”. O país já tem filtros de internet destinados a proteger as crianças e fez 1.673 pedidos ao Google para remover algum material da web nos primeiros seis meses do ano passado – mais de três vezes que em qualquer outro país, A maioria dos pedidos foi rejeitado.

O objetivo do projeto de lei, de acordo com o Ministério, é “proteger a família, as crianças e a juventude de informações que incentivam o consumo de drogas, os abusos sexuais e o suicídio”. A oposição, no entanto, garante que a medida servirá para vigilar o uso que os críticos ao governo fazem da rede. O próprio premier Recep Tayyip Erdogan classificou o Twitter de “calamidade e uma fonte de problemas”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

POSTAGENS RECENTES

EDITORIAS

Relacionadas