domingo, 26 junho, 2022
em conformidade com o que estabelece a junta comercial do es - jucesspot_img

Dom Odilo nega ter conhecimento de fraudes no Banco do Vaticano

SÃO PAULO – Na primeira entrevista desde que foi afastado da comissão que supervisiona o banco do Vaticano, na semana passada, o cardeal brasileiro dom Odilo Scherer afirmou que não tinha conhecimento de fraudes ou desvios de dinheiro da Santa Sé. Em entrevista ao jornal “Folha de S. Paulo”, o arcebispo de São Paulo disse as trocas de cargo são “normais” no Vaticano e eram esperadas com a posse de um novo Pontífice.

– São cargos de confiança, e o Papa decidiu mudar. Mudou o secretário de Estado, era a coisa mais natural que mudasse a equipe. O fato de os cardeais da antiga comissão terem sido confirmados para mais cinco anos é absolutamente natural – afirmou à “Folha de S. Paulo”. – Não é de agora que existem rusgas em relação ao IOR. Não estou dizendo que não haja fatos. É preciso verificar, e é o que está sendo feito.

Questionado sobre o papel da comissão, o cardeal afirmou ser difícil supervisionar o banco à distância.

– Não toma parte na gestão ou na administração de fundos. É um acompanhamento à distância. Os cardeais moram fora de Roma. Como podem acompanhar a gestão? Atribuir a eles essa responsabilidade é absolutamente falso – disse.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

POSTAGENS RECENTES

EDITORIAS

Relacionadas