Garota de 13 anos é baleada em ação da PM no Rio de Janeiro

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) – Uma adolescente de 13 anos foi baleada na barriga ao retornar da aula de balé, na noite desta quinta (13), na Ilha do Governador, zona norte do Rio de Janeiro. A Polícia Militar afirma que realizava patrulhamento para combater suposta extorsão a motoristas de aplicativo feita por traficantes quando os agentes foram atacados a tiros e revidaram.

A garota estava acompanhada da tia quando, na mesma região. A secretaria Municipal de Saúde afirma que seu estado de saúde é grave.

O confronto ocorreu por volta das 19h, próximo à comunidade da Pixuna, que tem influência do tráfico de drogas. A região fica perto de um batalhão de Fuzileiros Navais.

Segundo relatório da ocorrência, três sargentos afirmaram ter realizados disparos na operação. Um disse ter efetuado 17 tiros de fuzil, outro quatro e o terceiro, um. As três armas foram apreendidas para perícia.

Ainda não é possível afirmar que foi o autor do tiro que atingiu a adolescente.

Em nota, a Polícia Militar afirmou que “equipes da unidade realizavam patrulhamento na rua Brigadeiro Newton Braga com objetivo de verificar denúncia de que traficantes locais estariam extorquindo motoristas de aplicativo. Neste momento, os agentes foram atacados a tiros por criminosos e houve confronto”.

“Os militares foram ouvidos e os armamentos utilizados foram recolhidos. A Corregedoria da Polícia Militar instaurou um procedimento apuratório para apurar as circunstâncias do caso”, afirmou a nota.

A PM ressaltou que os agentes usavam câmeras operacionais portáteis e, caso solicitada para colaboração nas investigações, as imagens serão disponibilizadas.

A Polícia Civil ficará responsável pela investigação.

Em 2024, o Instituto Fogo Cruzado registrou 16 adolescentes baleados na região metropolitana do Rio. Desses, sete ficaram feridos e nove morreram.

Compartilhe: