Feira do Livro: veja restaurantes e bares para comer e beber antes ou depois do evento

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – Quem for à Feira do Livro neste fim de semana, no Pacaembu, em São Paulo, pode alongar o passeio com as boas opções para comer e beber nos arredores da praça Vilaboim e do parque Buenos Aires, que fica a cerca de dez minutos de caminhada.

A feira, que também conta com espaço de alimentação, é gratuita e organizada pela Associação Quatro Cinco Um com a Maré Produções.

Na região, é possível encontrar comida italiana, israelense, feijoada e sorveteria. Veja, a seguir, endereços para ir antes ou depois do evento, que começa às 10h e vai até as 19h, no sábado (6), e as 17h30, no domingo (7), último dia da feira.

BARES

**Bar da Praça**

Serve feijoada em bufê à vontade aos sábados e aos domingos, das 11h às 17h. Por R$ 93, dá para escolher carnes como rabo, língua, pé, orelha, linguiça artesanal, carne-seca e costelinha. Há ainda as tradicionais guarnições de couve, arroz, farofa e vinagrete. Para combinar com a comida, a pedida inclui chope Brahma (R$ 12,90) e diferentes caipirinhas com vodca, saquê e cachaça, que saem por a partir de R$ 31.

Pç. Vilaboim, 65, Higienópolis, região central, @bardapracasp

**Double Deck**

Bar com balada, organiza festas com bebida à vontade aos finais de semana. Há versões vespertinas, das 16h às 21h, que custam a partir de R$ 39,90, ou noturnas, que começam às 22h. O público encontra cervejas, caipirinhas, drinques com gim e vodca, além de energéticos. É preciso levar caneca de plástico -não são permitidas as de vidro e alumínio- ou comprar uma retornável da casa pelo preço de R$ 10.

R. Alagoas, 836, Higienópolis, região central, tel. (11) 91478-7521, @doubledeck, ingressos em blacktag.com.br

**Vino!**

Neste bar de vinhos, o menu de comidas, encorpado, sugere combinações de cada prato com diferentes rótulos. Para o risoto de gorgonzola com pera e nozes (R$ 48), a casa sugere harmonização com vinhos brancos de uvas como sauvignon blanc ou riesling. Se escolher a paleta de cordeiro com risoto de parmesão (R$ 99), a pedida é o cabernet sauvignon envelhecido em madeira. Entre as bebidas, as taças começam em R$ 18; as garrafas, em R$ 90.

R. Armando Penteado, 36, Higienópolis, região central, WhatsApp (11) 3822-1559, @vinohigienopolis

RESTAURANTES

**Assado Porteño**

De acento argentino, aposta em carnes na brasa. Traz, entre os cortes, bife ancho (R$ 188) e tapa de cuadril (R$ 210), nome que os hermanos dão à picanha. Se for em grupo, a parillada (R$ 495) combina assado de tira, chorizo, ojo de bife (o miolo do ancho) e fraldinha. As guarnições incluem arrozes, como o porteño (R$ 55), feito com batata palha, linguiça picante, cebola e ovo, além de batatas, como a grelhada com queijo roquefort (R$ 68).

R. Bahia, 364, Higienópolis, região central, tel. (11) 98551-0348, @assadoporteno

**Nou Restaurante**

É a unidade do tradicional restaurante do Baixo Pinheiros. Entre os principais, há filé-mignon (R$ 105) com presunto cru, molho de cogumelos e linguini na manteiga, e confit de pato (R$ 91), feito no vinho do Porto com guarnição de figo assado, gorgonzola e purê de mandioquinha. Mais leve, o saint peter (R$ 72) vem no molho de alcaparras, amêndoa e passas, além de purê de batata.

R. Armando Penteado, 12, Higienópolis, região central, tel. (11) 3562-8003, @nourestaurante

**Pinati**

O restaurante israelense é uma boa opção para almoçar no domingo, já que no sábado, por causa do shabbat, ele está fechado. Serve, desde 2011, pratos como o shakshuka (R$ 60), preparado com tomate fresco, pimentão vermelho, grão-de-bico crocante e ovos; acompanha lafa, pão tipo folha, ou pita. Sanduíches como o yiddishe schnitzel (R$ 58) completam o menu. Leva frango empanado, patê de ovo e picles de pepino.

R. Armando A. Penteado, 56, Higienópolis, região central, @pinatisp

**Tappo Trattoria**

Fica em um salão com pé-direito alto e janelões de vidro. O restaurante italiano do chef Benny Novak havia fechado há quatro anos, mas foi reaberto no início do ano no térreo do edifício Paquita. No menu de pastas clássicas, traz carbonara de massa curta (R$ 81), preparado com guanciale (bochecha de porco), creme de gemas, parmesão, pecorino e pimenta preta. Outra opção é o ragu à genovese (R$ 79), cujo molho com carne bovina é cozido por seis horas em uma combinação de cebolas, tomate e vinho tinto.

R. Alagoas, 475, Higienópolis, região central, tel. (11) 91117-4444, @tappotrattoria

**Vica Pota Pizzaria e Forneria**

Criada pelo chef Francisco Carlos Salvalajo há mais de 20 anos, serve pizzas pequenas, médias ou grandes, com massa fina e crocante. Entre as maiores, a espanhola (R$ 121) leva molho de tomate, muçarela e presunto de Parma. A sobremesa também vem no formato das redondas: a romeu e julieta, que leva queijo Catupiry, creme de goiaba e canela, custa R$ 89 (a média).

R. Alagoas, 493, Higienópolis, região central, tel. (11) 95554-0990, @vicapotapizza

SORVETERIA

**Trevisi il Gelato**

Produz gelatos à base de água ou de leite. As frutas dominam os sorbets em misturas como abacaxi com alecrim e morango com laranja e manjericão. Nos de leite, o de banoffe é feito com gelato de banana com doce de leite e pedaços de biscoito. A casquinha com um sabor custa R$ 16. Já a grande, com dois, R$ 25.

Pç. Vilaboim, 53, Higienópolis, região central, tel. (11) 2649-2373, @trevisi.ilgelato

Compartilhe:

Últimas Notícias
Editorias

Assine nossa Newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.