Fechamento de aeroporto no RS até dezembro causaria perda de R$ 3 bilhões

SÃO PAULO, SP (UOL/FOLHAPRESS) – O governo do Rio Grande do Sul calcula que os prejuízos causados pelo fechamento do aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, são de R$ 400 milhões mensais.

Se o fechamento se mantiver até dezembro, como estimado, prejuízo total será de R$ 3 bilhões. A informação foi dada pelo vice-governador do estado, Gabriel Souza, em entrevista à GloboNews na manhã desta sexta-feira (21).

Valor equivale a 0,5% do PIB do estado. Segundo o vice-governador, a Fraport apontou uma cláusula no acordo de concessão com a União que prevê “reequilíbrio do contrato” em caso de catástrofes do tipo.

Custo para reconstruir danos causados ao aeroporto são incertos. A Fraport, concessionária que administra o local, tem prazo de quatro semanas para avaliar os danos.

No pior dos cenários, pista precisará ser refeita. Gabriel informou que a pista do aeroporto tem várias camadas e que a perícia da Fraport vai apontar a extensão da infiltração durante o mês em que a água cobriu a região. No melhor dos cenários, uma reforma simples deverá ser feita.

Suspensão de voos no aeroporto iniciou em 6 de maio. Isso foi necessário devido às enchentes que deixaram mais de 170 mortos no estado no mês.

Terminal de cargas do aeroporto voltou a funcionar para operações terrestres. O local passou por vistoria e recebeu autorização para movimentação de veículos em 11 de junho. Ainda não há, porém, previsão para operação aérea.

Isso [R$ 3 bilhões] dá mais ou menos meio por cento do PIB do Rio Grande do Sul. É uma coisa avassaladora, você perder meio por cento do PIB por causa de um aeroporto sem condições de operar.

Gabriel Souza, vice-governador do Rio Grande do Sul, em entrevista à Globonews

Compartilhe:

Últimas Notícias
Editorias

Assine nossa Newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.