Ex-empresário do RBD nega ter desviado dinheiro de turnê da banda

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O ex-empresário do RBD Guillermo Rosas se pronunciou pela primeira vez nesta terça-feira (21) sobre as acusações de ter desviado dinheiro da banda em sua última turnê, ‘Soy Rebelde Tour’, que passou pelo Brasil em novembro do ano passado.

Em nota enviada à revista People Espanha, Rosas alegou que nem ele nem sua empresa, T6H Entertainment, “desviou ou fez uso ilícito de qualquer tipo de dinheiro da Soy Rebelde Tour. Também não participou de nenhum tipo de desvio de qualquer espécie, como sugeriram alguns meios de comunicação.”

A nota afirmava, ainda, que uma auditoria que não atestou fraude ou uso indevido de fundos já havia sido feita por um escritório de contabilidade em Nova York, e que ambas as partes (Rosas e o grupo mexicano) haviam chegado num acordo de refazê-la com outra empresa, para obter uma confirmação.

Rosas também diz que menos de 10% do dinheiro envolvido na turnê estava sob sua responsabilidade. “Estes foram administrados pela T6H principalmente durante a fase de pré-produção para a realização deste projeto. A empresa Souls Productions Inc, responsável pelos artistas, administrou o restante das receitas e fundos da turnê (mais de 90%) desde o primeiro fim de semana de shows.”

Maite Perroni afirmou em janeiro que o empresário já não trabalhava mais com a banda devido às acusações. Dulce María declarou à imprensa, na semana passada, que o grupo lamentou as auditorias, já que tinham planos de expandir a ‘Soy Rebelde Tour’ para outros estados e países.

Compartilhe:

Últimas Notícias
Editorias

Assine nossa Newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.