domingo, 14 agosto, 2022
em conformidade com o que estabelece a junta comercial do es - jucesspot_img

América-MG supera o lanterna Juventude e celebra 3ª vitória seguida no Brasileiro

Apesar da disposição, faltou qualidade técnica ao Juventude, que perdeu para o América-MG, por 1 a 0, neste sábado à tarde, no estádio Alfredo Jaconi, na cidade de Caxias do Sul (RS) pela 21.ª rodada do Campeonato Brasileiro. Esta foi a 11.ª derrota do time caxiense, lanterna com apenas 16 pontos. De outro lado, o time mineiro segue em alta ao atingir sua terceira vitória consecutiva, ficando com 27 pontos, em busca de se aproximar do G-6.

Antes desta vitória, o América-MG tinha batido o Atlético-GO, por 1 a 0, e o Avaí por 3 a 1. O Juventude veio de derrota por 1 a 0 para o Ceará, sofrendo sua segunda derrota seguida. O gol da vitória foi marcado por Pedrinho, aos sete minutos do primeiro tempo.

Na esperança de sair na frente no placar, o time gaúcho imprimiu forte pressão desde a saída de bola. Pouco depois do primeiro minuto quase fez o gol, quando Vitor Gabriel recuou para Oscar Ruíz que, na meia lua da área, chutou rasteiro. A bola tocou na trave esquerda do goleiro americano, Matheus Cavichioli.

Mas o América-MG foi eficiente e aproveitou bem os espaços deixados na defesa do Juventude para marcar o seu gol aos sete minutos. Lucas Kal ganhou a dividida com Pitta, na intermediária, e chutou forte. O estreante goleiro Pegorari, ex-Ituano, rebateu e a sobra ficou para Pedrinho finalizar no canto esquerdo.

O jogo se manteve neste ritmo intenso. O Juventude ameaçou aos 24 minutos, quando Bruno Nazário fez passe lateral para Vitor Gabriel, já dentro da área, mas o atacante chutou sem ângulo e facilitou a defesa de Matheus Cavichioli. O time mineiro teve outra chance aos 28 minutos, num chute de longe do meia Benítez, pela primeira vez desde o início do jogo. A bola desviou na cabeça de Thalisson Kelven, subiu e Pegorari fez grande defesa ao dar um tapinha na bola por cima do travessão.

A torcida vaiou muito o time gaúcho no intervalo, mesmo porque compareceu em bom número ao estádio apesar do frio de 12 graus. O técnico Umberto Louzer voltou do intervalo com três mudanças. Entraram o volante Yuri Lima e os atacantes Vitor Leque e Edinho, respectivamente nos lugares de Marlon, Óscar Ruíz e Vitor Gabriel.

Como no início do jogo, o Juventude tentou a pressão nos primeiros minutos e quase empatou aos nove minutos. Após cruzamento no alto, Danilo Avelar tentou aliviar de cabeça e a bola sobrou para Yuri Lima que soltou a bomba. Matheus Cavichioli saltou e mandou a bola para escanteio, numa grande defesa. Do outro lado, Pegorari voltou a ser acionado aos 18 minutos, num chute diagonal de Pedrinho e que tinha endereço certo. O goleiro deu um tapinha para escanteio.

O Juventude, porém, tinha maior volume de jogo. Mesmo assim não conseguiu chegar perto da grande área para finalizar com perigo. Sem muitas opções, tentou também na base dos chuveirinhos, m as os zagueiros americanos, Iago Maidana e Éder, não perderam nenhuma dividida de cabeça. Apesar da pressão gaúcha faltou qualidade técnica para marcar, pelo menos, um gol e evitar a derrota.

A torcida soltou seu grito de protesto no final: “Não é mole, não. Tem que ter garra pra jogar no meu Verdão”. Na boca do túnel, um grupo ainda bradou no alambrado: “Vergonha, time sem vergonha…”

Na 22.ª rodada o Juventude vai enfrentar o Cuiabá, no próximo sábado (13) na Arena Pantanal. Enquanto isso, no domingo (14) o América-MG recebe o Santos, na Arena Independência, em Belo Horizonte (MG).

FICHA TÉCNICA

JUVENTUDE 0 X 1 AMÉRICA-MG

JUVENTUDE – Pegorari; Rodrigo Soares, Thalisson Kelven, Paulo Miranda e Moraes; Chico, Marlon (Yuri Lima), Bruno Nazário (Ricardo Bueno) e Óscar Ruíz (Vitor Leque); Vitor Gabriel (Edinho e Felipe Pires) e Pitta. Técnico: Umberto Louzer.

AMÉRICA-MG – Matheus Cavichioli; Raúl Cáceres, Iago Maidana, Éder e Danilo Avelar; Lucas Kal (Ricardo Silva), Juninho e Benítez (Matheusinho); Pedrinho (Arthur), Henrique Almeida (Wellington Paulista) e Felipe Azevedo (Índio Ramírez). Técnico: Vagner Mancini.

GOL – Pedrinho, aos 7 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO – Edina Alves Batista (SP)

CARTÕES AMARELOS – Chico (Juventude). Lucas Kal e Arthur (América-MG)

RENDA – R$ 18.700,00

PÚBLICO 3.524 pagantes

LOCAL – Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul (RS).

Estadao Conteudo
Copyright © 2022 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

POSTAGENS RECENTES

EDITORIAS

Relacionadas