domingo, 14 agosto, 2022
em conformidade com o que estabelece a junta comercial do es - jucesspot_img

Bahia anuncia Marcinho e Ricardo Goulart como reforços para a Série B

O Bahia anunciou, nesta segunda-feira, o lateral-direito Marcinho e o meia-atacante Ricardo Goulart como reforços para a sequência da temporada, com contratos válidos até o final da Série B do Campeonato Brasileiro. O anúncio foi feito pelo diretor de futebol Eduardo Freeland, em vídeo divulgado nas redes sociais do clube para justificar a contratação de Marcinho, que já vinha sendo especulada e gerou insatisfação em parte dos torcedores.

O lateral-direito é réu por atropelar e matar o casal de professores Alexandre Silva Lima e Maria Cristian José Soares, em dezembro de 2020, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. A perícia concluiu que o jogador estava alcoolizado e dirigia a uma velocidade superior ao limite permitido no trecho. Além disso, imagens mostraram ele estacionando o carro em um local próximo ao acidente e indo à casa de um amigo, sem prestar socorro.

Após deixar o Botafogo, time que defendia quando protagonizou o atropelamento, Marcinho foi para o Athletico-PR e fez 54 jogos em 2021, antes de ter o contrato rescindido em junho deste ano após um longo período afastado do elenco. Chegou a ser anunciado como reforço do Pagos FC, do Chipre, mas foi impedido pela Justiça de deixar o Brasil por ainda estar respondendo ao processo por homicídio culposo. Ao comentar a situação vivida pelo atleta, Eduardo Freeland disse que o Bahia pretende dar uma “oportunidade” a ele e que o clube está “respaldado” juridicamente”

“O Marcinho lamentavelmente se envolveu em um acidente, no qual ele já reconheceu seus erros, pediu perdão e tem cumprido o que a Justiça determinar. Inclusive, o Bahia respeitará sempre as decisões judiciais”, disse o diretor, que trabalhou com o lateral na base do Botafogo. “Nosso contrato com o Marcinho vai até o final da Série B, em novembro. Obviamente, o clube está se respaldando com cláusulas que protejam o clube em caso de condenação, mas enquanto a Justiça brasileira permitir que o atleta desenvolva o seu trabalho, o clube vai abrir as portas e dar a oportunidade para ele voltar a trabalhar”, concluiu.

O vídeo divulgado pelo Bahia também conta com uma fala do próprio Marcinho. “Sou muito grato ao clube pela oportunidade de poder voltar a trabalhar, momento muito importante da minha carreira. Os momentos que vivi nos últimos anos não foram nem um pouco felizes para mim. São coisas que se eu pudesse voltar atrás, com certeza teria feito totalmente diferente. Estou aqui para recomeçar. É um novo desafio para mim”, disse.

GOULART

Ricardo Goulart, por sua vez, chega ao Bahia em busca de recuperar o prestígio depois de uma passagem apagada pelo Santos. Ele se desvinculou oficialmente do clube paulista apenas na sexta-feira passada, quando a rescisão de seu contrato foi publicada no BID, mas já havia se despedido há cerca de duas semanas, quando disse não ter se sentido respeitado na Vila Belmiro.

Goulart, de 31 anos, jogou pela última vez com a camisa do Santos durante a eliminação para o Deportivo Táchira na Copa Sul-Americana, no dia 6 de julho, em jogo no qual desperdiçou sua cobrança na decisão por pênaltis. Antes do erro, contudo, já não era unanimidade entre os santistas. Bicampeão brasileiro pelo Cruzeiro, em 2013 e 2014, também já passou por Internacional, Santo André e Goiás. Em 2019, teve uma passagem breve pelo Palmeiras em meio aos seus anos de futebol na China, onde defendeu o Guangzhou e o Hebei.

Estadao Conteudo
Copyright © 2022 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

POSTAGENS RECENTES

EDITORIAS

Relacionadas