segunda-feira, 8 agosto, 2022
em conformidade com o que estabelece a junta comercial do es - jucesspot_img

Alonso critica novos fãs da F-1 e compara com futebol: ‘Não entendem muito’

Piloto mais experiente da Fórmula 1, Fernando Alonso criticou o atual cenário de novos fãs da categoria. Em entrevista antes dos treinos do GP da França, o piloto espanhol teceu comentários sobre esta nova leva de apaixonados pelo automobilismo. Segundo ele, estes não entendem a complexidade do esporte e da categoria e se assemelham aos “torcedores do futebol”.

Próximo de completar 41 anos, Alonso comparou a realidade da Fórmula 1 com a de 2006, quando conquistou seu primeiro título. “Há uma geração nova de fãs agora que não estavam por aqui em 2006, quando ganhei o campeonato, e não estavam em 2012, quando eu lutava pelo título com a Ferrari. Atualmente, há uns 50% de espectadores novos que nunca viram Alonso lutando por pódios e vitórias, e que se perguntam o que eu trago para o esporte”, afirmou.

A Fórmula 1 observou um crescimento de novos fãs nas últimas temporadas, impulsionado pela série “Drive To Survive”, da Netflix, e a disputa entre Max Verstappen e Lewis Hamilton pelo título no ano passado. Segundo o piloto espanhol, estes levam mais em consideração o resultado final da corrida do que a disputa em si. “Acho que os novos fãs que temos são jovens e, de alguma forma e sem querer faltar com o respeito, não entendem muito de Fórmula 1. São como fãs de futebol: acompanham somente os resultados e acreditam que quem ganha é o melhor e quem fica em último não tem nível para a Fórmula 1”, disse.

Além disso, Alonso criticou a falta de conhecimento dos novos fãs quanto ao trabalho de engenharia por trás do carro e da equipe. “Não entendem muito sobre o rendimento do carro ou o conjunto do qual necessita. É uma montanha-russa de sensações e percepções que as pessoas têm de você”.

Atualmente na equipe Alpine, Fernando Alonso tem seu futuro incerto em 2023. Esteban Ocon tem contrato garantido para a próxima temporada e há planos para promover o atual campeão da Fórmula 2, Oscar Piastri, à categoria. Mesmo com essa indecisão acerca de sua presença no paddock para a próxima temporada, Alonso afirma se sentir o mesmo piloto de antes.

“Sou o mesmo de antes, e isso era importante para mim. Ainda que me sinta o mesmo, tenho de mostrar de vez em quando. Sei que largar na primeira fila não é nada de outro mundo, já estive nesta posição muitas vezes, mas significou muito para mim, porque quando decidi voltar à F1, tive que me separar de algumas coisas novamente, como família e amigos, e me dedicar completamente ao trabalho, viajar, tratar dos aspectos físico e mental. Além disso, lidar com toda a pressão sobre os ombros, porque você é Fernando Alonso e todo mundo estará avaliando se você está indo bem”, completou.

A próxima etapa da Fórmula 1 acontece neste domingo, com o GP da França, no circuito Paul Ricard. O verão europeu e a onda de calor, com temperaturas recorde em todo o continente, gera preocupação na F-1 para esta etapa do calendário do automobilismo.

Estadao Conteudo
Copyright © 2022 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

POSTAGENS RECENTES

EDITORIAS

Relacionadas