sexta-feira, 12 agosto, 2022
em conformidade com o que estabelece a junta comercial do es - jucesspot_img

Camacho vê fatalidade em goleada e pede para Santos virar chave na Sul-Americana

A goleada sofrida diante do Corinthians, no meio da semana passada, pela Copa do Brasil, ainda respinga no elenco do Santos. O volante Camacho afirmou que o revés foi uma fatalidade e pediu para que o time vire a chave para focar exclusivamente no Deportivo Táchira, rival desta quarta-feira pelas oitavas de final da Sul-Americana.

O volante lamentou ainda o empate sem gols contra o mesmo Corinthians pelo Brasileirão. Os dois confrontos diante do arquirrival aumentaram a pressão em cima do técnico Fábian Bustos, mas Camacho mostrou serenidade ao falar dos próximos objetivos da equipe na temporada.

“A gente sabe que foi uma fatalidade na quarta passada, o nosso time não é aquilo e todo mundo sabe disso, sabemos que foi vergonhoso o jogo. É difícil voltar no mesmo estádio, contra o mesmo time, três dias depois para jogar novamente, então acho que a gente se portou bem, não foi o resultado que a gente queria, mas no Brasileiro é sempre bom pontuar fora de casa. Mas agora a gente está focado para outra competição, viramos a chave e fazer um bom resultado lá na Venezuela”, afirmou o volante Camacho.

A semana do Santos não será das mais fáceis. Em meio aos confrontos da Sul-Americana, o time paulista receberá o Flamengo, no Brasileirão. Camacho alertou sobre os próximos jogos da equipe.

“A primeira fase foi daquele jeito, o coração não aguentava. Acho que até falamos no vestiário quando conseguimos a classificação que alguma coisa estava reservada para nós ali na frente, porque não é possível. Então é foco total, é um adversário difícil, mas a gente tem totais condições de chegar lá e fazer um grande resultado”, enfatizou. “A gente vai com a cabeça na vitória. Vai ser uma viagem longa, cansativa. Acho que a gente não vai conseguir nem treinar amanhã, só vai jogar na quarta. Depois tem a volta, ainda tem o jogo contra o Flamengo no sábado. Vai ser uma semana difícil, mas se a gente for lá e ganhar vai dar confiança para encarar a sequência de jogos”, disse o volante.

Para o duelo frente ao Táchira, marcado para esta quarta-feira, às 21h30, na Venezuela, o treinador não poderá contar com o atacante Léo Baptistão, suspenso por três jogos pela Conmebol, devido à expulsão contra o Unión La Calera. Por outro lado, o goleiro João Paulo e o meia Vinícius Zanocelo retornam após ficarem de fora do empate com o Corinthians.

A expectativa é que o Santos entre em campo com João Paulo; Lucas Braga, Kaiky, Eduardo Bauermann e Lucas Pires; Rodrigo Fernández (Camacho), Sandry, Vinícius Zanocelo e Ricardo Goulart; Jhojan Julio e Marcos Leonardo. Logo após a partida pela Sul-Americana, o Santos voltará ao Brasil para o duelo frente ao Flamengo, no sábado, às 19h, na Arena Castelão.

Estadao Conteudo
Copyright © 2022 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

POSTAGENS RECENTES

EDITORIAS

Relacionadas