Eduardo Sterblitch expõe desavença com Bola, ex-colega do Pânico

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) – Eduardo Sterblitch trabalhou durante anos com Marcos Chiesa, o Bola, no programa Pânico na TV. Os dois eram tão próximos que um o ator contratado da Globo chamou o amigo para ser um dos padrinhos do seu casamento com Louise D’ Tuani, em 2015. Hoje, os dois são desafetos. “Ele me odeia muito”, contou o intérprete do ex-policial Sérgio na série “Os Outros”, do Globoplay, no programa Papo de Segunda, no GNT, sobre amizades que mudam com o tempo.

“Uma figura que era minha amiga, de amor, que amo muito, e virou grande desafeto internacionalmente conhecido. É o Bola”, disse Eduardo “Acho que, talvez, por causa desse meu outro desafeto [seu antigo empresário]. Fico muito chateado, mas deixo para lá, porque eu não vou ficar gastando minha energia vital com gente que me odeia. Mas eu amo ele, gosto muito dele. É meio triste, mas você esquece”, declarou.

Durante a atração ao vivo na noite desta segunda-feira (13), Eduardo Sterblitch tentou ligar para Bola para “fazer as pazes”, mas o artista não atendeu o telefone. Ele também falou de um ex-empresário que considerava um amigo e se tornou uma decepção: “Criou-se uma relação meio familiar, que virou um pai na minha cabeça […], aí eu percebi que não era uma amizade, que era uma relação comum, profissional”.

Em abril de 2024, Bola expôs detalhes da briga com Edu. Segundo ele, as atitudes do colega após o fim do Pânico o feriram. “Mau-caráter [Sterblitch]. Paulinho [Serra] tinha me avisado”, disse Bola, em entrevista ao podcast Inteligência Ltda.

Compartilhe:

Últimas Notícias
Editorias

Assine nossa Newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.