sábado, 13 agosto, 2022
em conformidade com o que estabelece a junta comercial do es - jucesspot_img

Ibovespa sobe apoiada em ações de commodities após relatório de empregos nos EUA

O Índice Bovespa opera em ao terreno positivo na manhã desta sexta-feira e avança no patamar dos 106 mil pontos, em um pregão inicialmente marcado pela instabilidade. Os ganhos são apoiados principalmente nas ações do setor de commodities, que na maioria avançam mais de 1%. Mesmo os papéis dos segmentos de varejo, destaques de alta no pregão de ontem, voltam a subir, resistindo ao movimento de realização de lucros que atinge as ações do setor imobiliário.

O destaque do dia no noticiário é o resultado do relatório de empregos nos Estados Unidos, o payroll. O documento mostrou que a economia dos Estados Unidos criou 528 mil empregos em julho, em termos líquidos. Os dados foram publicados pelo Departamento do Trabalho do país. O resultado ficou bem acima das estimativas de analistas consultados pelo Projeções Broadcast, que variavam de 75 mil a 300 mil vagas, com mediana de 250 mil.

Já a taxa de desemprego dos EUA recuou para 3,5% em julho, ante 3,6% em junho, voltando ao nível de fevereiro de 2020, antes da pandemia de covid-19. Neste caso, a previsão era de que a taxa permaneceria em 3,6%.

De acordo com Nicolas Farto, especialista em renda variável da Renova Invest, os dados fortes do relatório de empregos dos Estados Unidos em julho deveriam favorecer uma correção na bolsa brasileira, principalmente nos papéis mais sensíveis a juros, que ontem subiram expressivamente. No entanto, afirma, as ações de commodities aparentemente repercutem um cenário de maior demanda, justamente porque os dados dos EUA apontam para a solidez da economia, afastando temores de recessão.

Às 11h25, o Ibovespa tinha alta de 0,74%, aos 106.678,89 pontos, na máxima do dia. Pouco antes desta marca, Petrobras ON e PN chegaram a subir 1,60% e 2,10%, nesta ordem.

Paula Dias
Estadao Conteudo
Copyright © 2022 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

POSTAGENS RECENTES

EDITORIAS

Relacionadas