domingo, 14 agosto, 2022
em conformidade com o que estabelece a junta comercial do es - jucesspot_img

Melhora externa impulsiona Ibovespa a subir 2%, na faixa de 100 mil pontos

Em apenas poucos minutos de pregão, o Ibovespa deu um salto de quase 2.200 pontos na manhã desta quinta-feira, 7, considerando a abertura (98.721,51 pontos) e a máxima intradia (100.880,31 pontos. Com isso, tenta abandonar seis pregões seguidos de fechamento entre a marca de 98 mil e 99 mil pontos. Na quarta-feira, o indicador fechou com alta de 0,43%, aos 98.718,98 pontos

“A notícia semana de mais estímulos na China na parte de infraestrutura é o que anima. Isso pode dar um repique no curto prazo pois caiu muito. Porém, é difícil ficar muito otimista. O resto do mundo está desacelerando forte. Difícil entrar em ‘bull market’ indicação otimista”, avalia Joaquim Sampaio, gestor de juros e moedas da RPS Capital.

Além do externo, Sampaio pontua que o mercado ficará de olho na votação da PEC dos Benefícios hoje em comissão especial da Câmara para ver se terá algum adendo, algum incremento de gasto extra. Caso contrário, diz, o assunto já teria sido precificado pelo mercado.

A melhora de humor externo pode fazer com que o Ibovespa busque o nível dos 102 mil pontos, que é a próxima resistência, cita Caio Kanaan Eboli, sócio e diretor operacional da mesa proprietária Axia Investing. “Hoje reflete mais as commodities, que estão subindo, e a alta nos Estados Unidos. O fiscal continua a preocupar mais para o futuro dado que a PEC dos Benefícios já teria sido precificada”, afirma.

Porém, pouco depois das 11h, o índice Bovespa reduziu marginalmente o ritmo de ganhos, mas seguia no nível recuperado hoje dos 100 mil pontos. “A Bolsa está barata, mas tem o risco que é a volatilidade, que deve continuar”, alerta Eboli, da Axia.

“É preciso que mantenha os 100 mil pontos para avançar mais, mas a preocupação com o fiscal no futuro é muito grande”, alerta o economista Álvaro Bandeira.

Além da valorização em torno de 4% nas cotações do petróleo após as perdas recentes de cerca de 10%, o sócio da Axia acrescenta que o investidor ainda ficará de olho na reunião Comitê de Elegibilidade (Celeg), que avaliará a documentação e currículo de apenas uma parte dos indicados pelo governo ao Conselho de Administração da Petrobras. Isso porque há expectativa de que o conselho mantenha o estatuto da empresa como está.

Às 11h15 desta quinta-feira, o Ibovespa subia 2,13%, aos 100.817,26 pontos, ante máxima diária aos 100.880,31 pontos (alta de 2,19%). Petrobras subia 3,54% (PN) e 3,20% (ON), enquanto Vale ON tinha elevação de 2,91%. O dólar à vista caía 1,31%, a R$ 5,3515.

Maria Regina Silva
Estadao Conteudo
Copyright © 2022 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

POSTAGENS RECENTES

EDITORIAS

Relacionadas