quinta-feira, 7 julho, 2022
em conformidade com o que estabelece a junta comercial do es - jucesspot_img

Taxas futuras de juros se ajustam em baixa após leitura de Copom ‘dovish’

A curva de juros tem fechamento nesta manhã, com o recuo das taxas refletindo uma leitura do mercado de um Comitê de Política Monetária (Copom) mais dovish ou suave no comunicado. O dólar também recua ante o real.

O Copom elevou ontem a Selic de 10,75% para 11,75% e apontou outra alta de 100 pontos-base na reunião de maio. O movimento é mais intenso nos curtos e médios, enquanto os mais longos estão mais perto da estabilidade. “Apesar da indicação de outro ajuste da mesma magnitude na próxima reunião, o tom do comunicado pode ser visto como mais dovish. Ficou claro que o plano de voo é encerrar o ciclo de aperto monetário com uma Selic de 12,75%, a não ser que os choques de oferta se mostrem mais persistentes ou maiores que o antecipado”, diz em nota o estrategista-chefe da Renascença DTVM, Sérgio Goldenstein.

Às 9h25, a taxa do contrato de depósito interfinanceiro (DI) para janeiro de 2023 caía a 12,960%, de 13,122% no ajuste de ontem. O DI PARA janeiro de 2025 recuava para 12,38%, de 12,44% no ajuste anterior. Já o vencimento para janeiro de 2027 estava em 12,24%, de 12,25%. O dólar à vista caía 0,36%, a R$ 5,0750.

Luciana Xavier
Estadao Conteudo
Copyright © 2022 Estadão Conteúdo. Todos os direitos reservados.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

POSTAGENS RECENTES

EDITORIAS

Relacionadas