quarta-feira, 18 maio, 2022
em conformidade com o que estabelece a junta comercial do es - jucesspot_img

Bolsas de NY fecham em forte baixa, com temores inspirados por Netflix

As bolsas de Nova York fecharam em forte baixa nesta sexta-feira, encerrando uma semana de intensas perdas para os mercados acionários americanos. A forte queda nos papéis da Netflix, que despencaram mais de 20% depois da publicação de balanço na quinta-feira apresentando perspectivas vistas como negativas para a empresa pesou em Wall Street, especialmente entre companhias de tecnologia. As pressões inflacionárias seguem preocupando nos Estados Unidos, e a decisão de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) na próxima semana deverá passar a responder pelas atenções.

O índice Dow Jones fechou em baixa de 1,30%, aos 34265,37 pontos, o S&P 500 caiu 1,89%, aos 4397,94 pontos, e o Nasdaq teve baixa de 2,72%, a 13768,92 pontos. Na semana, todos os índices acumularam quedas, de 4,58%%, 5,68% e 7,55%, respectivamente.

As ações da Netflix caíram 21,79% depois de fornecer orientações decepcionantes para os assinantes no primeiro trimestre. As projeções da empresa para novos clientes desapontaram investidores, e vem após o anuncio de aumento nos preços das assinaturas na última semana.

“Não é surpresa que, após a queda de hoje, pelo menos nove empresas tenham baixado suas classificações para a Netflix”, avalia Edward Moya, analista da Oanda. Concorrentes, como a Disney (-6,90%), recuaram. Na próxima semana, as ações se voltam para outras gigantes da tecnologia publicando balanços, como Microsoft, Tesla e Apple.

Para Moya, nesta sexta Wall Street “deixou de debater quão agressivo deve ser a rotação da tecnologia para os cíclicos, para vender tudo”. Os investidores têm duas grandes preocupações: “parece que todos os dias os traders são lembrados de que as pressões inflacionárias não vão acabar tão cedo e podem levar o Fed a se tornar excessivamente agressivo no aperto da política monetária. A outra preocupação é que as expectativas de crescimento do lucro podem ter sido muito otimistas e subvalorizadas nos custos trabalhistas”, avalia.

Outro destaque negativo foi a Coinbase, que recuou 13,51%, acompanhando a queda acima de 10% do bitcoin, que foi pressionado especialmente por limitações ao ativo na Rússia. Já a Intel recuou 0,02%, depois que anunciou nesta sexta-feira planos de investir mais de US$ 20 bilhões na construção de duas novas fábricas de chips no Estado americano de Ohio, num momento em que o mundo enfrenta uma escassez de semicondutores, em especial para veículos.

POSTAGENS RECENTES

EDITORIAS

Relacionadas