Casa Branca: Biden quer pacote de infraestrutura aprovado com apoio bipartidário - Vitória News
Vitória News
Olá. Detectamos que você está usando o Internet Explorer ou o Edge.

Nosso site é compativel somente com os navegadores Google Chrome, Mozilla Firefox, Safari ou Opera.

Use um desses navegadores caso já tenha instalado em seu dispositivo ou faça o download clicando no botão abaixo. Você será redirecionado para uma página onde poderá escolher o navegador que desejar e ele será baixado diretamente de sua página oficial de forma segura.
Clique aqui para atualizar o seu navegador
Economia
Casa Branca: Biden quer pacote de infraestrutura aprovado com apoio bipartidário
Publicado por Estadão Conteúdo

A porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki, afirmou nesta quinta-feira, 8, durante uma coletiva de imprensa que o governo americano está disposto a negociar a questão dos impostos corporativos como parte do pacote de infraestrutura do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden. Segundo Psaki, o democrata tem intenção de que o projeto seja aprovado de forma bipartidária no Congresso.

Sobre o processo de reconciliação, que permite a aprovação de projetos orçamentários por maioria simples no Senado, a porta-voz afirmou que Biden tem intenção de ter um período com tratativas bipartidárias no Congresso, mas que, para isso, os republicanos devem "parar de dizer não".

Psaki indicou ainda que informações sobre conteúdo de negociações de europeus com o Irã sobre um Acordo nuclear deverão ser divulgadas na sexta-feira, quando as atuais tratativas em Viena devem ser encerradas.

Ainda no campo diplomático, a assessora afirmou que a administração está "preocupada com a escalada de tensões entre Rússia e Ucrânia", apontando para cinco o número de mortos nos mais recentes conflitos, e dizendo que as conversas com os envolvidos prosseguem.

Sobre a reunião de Biden com o primeiro-ministro do Japão, Yoshihide Suga, na próxima sexta-feira, Psaki apontou que a questão da escassez mundial de chips pode estar presente, mas que ainda não é possível antecipar a agenda do encontro.

No tema da pandemia, indicou que o anúncio de Biden sobre o retorno de parte das atividades no feriado de 4 de julho é um "estímulo", mas que a administração seguirá as recomendações das autoridades de saúde à época.

O principal tema da coletiva foi a questão do controle de armas, no qual Psaki reafirmou que o presidente segue fortemente engajado e que conta com o apoio de parte do Congresso em sua visão para limitações das compras. Segundo a porta-voz, Biden sabe "que o problema não se resolve em um dia", mas é uma de suas prioridades.
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VitóriaNews.