Comitê de crise da Agricultura irá propor ações para reduzir impactos da pandemia - Vitória News
Vitória News
Olá. Detectamos que você está usando o Internet Explorer ou o Edge.

Nosso site é compativel somente com os navegadores Google Chrome, Mozilla Firefox, Safari ou Opera.

Use um desses navegadores caso já tenha instalado em seu dispositivo ou faça o download clicando no botão abaixo. Você será redirecionado para uma página onde poderá escolher o navegador que desejar e ele será baixado diretamente de sua página oficial de forma segura.
Clique aqui para atualizar o seu navegador
Economia
Comitê de crise da Agricultura irá propor ações para reduzir impactos da pandemia
Publicado por Estadão Conteúdo

O Ministério da Agricultura instituiu o Comitê de Crise para monitorar e propor estratégias para minimizar os impactos do coronavírus (CC-AGRO-COVID19) na produção agrícola e no abastecimento de alimentos para a população brasileira. A Portaria que cria o comitê está publicada na edição desta segunda-feira (22) do Diário Oficial da União.

Segundo o texto da portaria, as atividades do comitê terão como objetivo subsidiar a ministra da Agricultura na tomada de decisões durante o período de emergência pública decorrente da pandemia de covid-19. O grupo atuará pelo período em que as medidas para enfrentamento da emergência de saúde pública estiverem vigentes.

São competências do CC-AGRO-COVID19: analisar produção, mercado, infraestrutura, percepções da sociedade e produtos agropecuários; analisar cenários e produzir diagnósticos para subsidiar a gestão do Ministério da Agricultura; analisar e acompanhar questões com potencial de risco, prevenir a ocorrência de crises e articular seu gerenciamento, em caso de grave e iminente ameaça ao abastecimento de produtos e insumos agropecuários; e propor ações que contribuam para a manutenção do abastecimento da população brasileira.

O comitê atuará em ações de monitoramento e encaminhamento de soluções de curto prazo; e em soluções de ajuste estrutural para médio/longo prazo.
Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do VitóriaNews.