Dólar abre em alta, acima de R$ 5,20

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – O dólar abriu em alta nesta terça-feira (16), enquanto investidores repercutem o resultado do PIB (Produto Interno Bruto) da China, que veio acima do esperado, e aguardam discurso do presidente do Fed, Jerome Powell, previsto para o início da tarde.

Às 9h10, a moeda americana era cotada a 5,223%, alta de 0,76%.

No cenário doméstico, as discussões sobre o arcabouço fiscal permanecem no radar, após o governo ter diminuído a meta de resultado primário em 2025 para zero.

A meta anterior, de superávit de 0,5%, era vista com ceticismo pelo mercado. A mudança do objetivo, no entanto, diminuiu a confiança de investidores na nova regra fiscal, como aponta Helena Veronese, economista-chefe da B.Side Investimentos.

Operador observa tela com flutuações do mercado financeiro na B3 Amanda Perobelli/Reuters Operador observa tela com flutuações do mercado financeiro na B3 **** “Isso mostra que o desenho do projeto fiscal central do governo foi feito com metas que ele próprio já está sabendo que não vai bater. Tira um pouco da credibilidade, porque eles precisam mudar a meta para não sofrer as sanções que o próprio desenho do projeto do arcabouço fiscal estaria impondo”, afirma a economista.

Na segunda (15), o dólar registrou alta de 1,19% e encerrou o dia cotado a R$ 5,182 nesta segunda-feira (15), seu maior valor desde março de 2023.

Preocupações sobre o aquecimento da economia americana permanecem como principal catalisador, mas a divisa acelerou ganhos e chegou a bater os R$ 5,214 na máxima da sessão após o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, ter confirmado a mudança da meta fiscal de 2025.

A aceleração, no entanto, também coincidiu com forte piora no humor externo, com os principais índices de Wall Street virando para o negativo.

Na Bolsa brasileira, o Ibovespa começou o dia oscilando, mas engatou leve queda no início da tarde e acelerou as perdas após a entrevista de Haddad, pressionada pela alta dos juro futuros locais.

No fim do dia o principal índice da Bolsa teve queda de 0,48% e terminou o dia aos 125.333 pontos, em seu menor patamar do ano.

Compartilhe:

Últimas Notícias
Editorias

Assine nossa Newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.