Denninho Silva apresenta projeto de lei para incentivo à leitura

Foto: Ellen Campanharo/Ales

Levantamento realizado pelo Centro de Pesquisas em Educação, Interdisciplinaridade e Evidências no Debate Educacional (IEDE) revela que 66,3% dos alunos brasileiros entre 15 e 16 anos nunca leram um livro com mais de 10 páginas. Com o objetivo de mudar essa realidade no Espírito Santo, o deputado Denninho Silva (União) propõe a criação de lei de incentivo à leitura nas escolas públicas e privadas do estado. 

Trata-se do Projeto de Lei (PL) 102/2024, que estabelece, dentre as suas diretrizes, estímulo para formação de clubes de leitura nas escolas, proporcionando a troca de conhecimento entre os estudantes. “A leitura é um elemento fundamental para o desenvolvimento cognitivo, social e cultural de indivíduos, desempenhando um papel crucial na formação de cidadãos críticos e participativos”, argumenta o proponente na justificativa da matéria.

São objetivos do projeto a universalização do acesso ao livro, a valorização da leitura e o fortalecimento da cadeia produtiva do livro em suas mais variadas plataformas; e o estímulo de projetos pedagógicos interdisciplinares, baseados no ato da leitura.

A proposta também visa à geração de empregos no setor como estímulo à produção intelectual, com incentivo ao mercado editorial e livreiro; e o fortalecimento de ações educativas e culturais focadas no desenvolvimento das competências de produção e interpretação de textos.

A matéria propõe parcerias entre o governo e editoras, distribuidoras de livros e livrarias, visando ao desenvolvimento de ações conjuntas. “Diante dos desafios atuais no cenário educacional, torna-se imperativo que o Estado assuma um papel proativo na promoção de práticas que estimulem a apreciação, a interpretação e a compreensão de textos”, avalia o parlamentar.

Tramitação

O projeto terá parecer das comissões de Justiça, Direitos Humanos e Finanças.

Compartilhe:

Últimas Notícias
Editorias

Assine nossa Newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.