Cris Samorini vai representar o ES na COP28

Foto: Diego Campos/Findes

Cris Samorini vai representar o ES na COP28

Foto: Diego-Campos/Findes

A indústria capixaba e a nacional vão marcar presença na Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP28), que começa no próximo dia 30, em Dubai. Representando o Estado estará a presidente da Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes) e diretora financeira da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Cris Samorini.

No principal fórum internacional sobre o tema, a Findes está coordenando um painel, no stand da CNI, que vai debater os desafios e as oportunidades que o Espírito Santo e o Brasil têm pela frente na pauta ambiental. O tema do painel, que vai acontecer na tarde do dia 3 de dezembro, será “Mudanças climáticas: o papel do governo, das instituições e do setor produtivo”.

Além da industrial, vão compor a mesa redonda o governador do Estado, Renato Casagrande; o secretário de Estado de Meio Ambiente do Espírito Santo, Felipe Rigoni; o diretor Sudeste da Associação Brasileira dos Membros do Ministério Público de Meio Ambiente (Abrampa), Marcelo Lemos; o diretor Executivo de Tecnologia, Inovação e Sustentabilidade da Suzano, Fernando Bertolucci; o prefeito de Pancas e vice-presidente da Amunes, Sidiclei de Andrade; e o representante do Comitê Gestor do Instituto de Estudos Climáticos do Espírito Santo (IEC-ES), Neyval Costa Reis Jr.

Cris Samorini destaca que a indústria tem sido parte importante para a busca de soluções no debate da sustentabilidade e cita que a descarbonização é uma das quatro missões definidas pela CNI dentro do Plano de Retomada da Indústria. De acordo com a presidente da Findes, essa missão propõe estratégias visando a uma economia de baixo carbono, com estímulos à transição energética, à implantação de um mercado regulado de carbono no país e à promoção da bioeconomia e da economia circular.

“A indústria tem debatido e proposto diversas ações para estimular essa agenda e para que possamos no Brasil ter condições de avançar em relação às energias renováveis. Aqui no Espírito Santo, por exemplo, a Findes vem tendo uma participação ativa na construção do Plano de Descarbonização e Neutralização das Emissões de Gases do Efeito Estufa. Além disso, a Federação, por meio do Senai, já está desenvolvendo soluções em serviços para indústrias, especialmente as de pequeno e médio porte. Em 2024, esperamos atender mais de 20 empresas dentro do programa Descarboniza.i, que vai combinar sustentabilidade, inovação e eficiência operacional.”

Compartilhe:

Facebook
WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Pinterest
Últimas Notícias
Editorias

Assine nossa Newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.