Criança foge de creche em SP e é encontrada ferido 3 horas depois

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – A Polícia Civil de São Paulo investiga as circunstâncias da fuga de um menino de três anos de uma creche municipal, na zona norte da capital na quarta-feira (26). O garoto saiu do local por baixo do portão, andou pela vizinhança e só foi encontrado três horas depois.

O caso aconteceu na rua São Carlos do Ivaí, no Jardim Paulistano, onde fica o CEI (Centro de Educação Infantil) Emílio Ferreira.

Imagens de uma câmera de segurança mostram o menino escapando por baixo de um vão da entrada da creche. Ele parece comemorar a saída.

De acordo com o boletim de ocorrência registrado pela mãe da criança, uma mulher de 38 anos, ele saiu do local às 11h e só foi encontrado por volta das 14h.

A mãe conta no registro que recebeu uma ligação da coordenadora da creche, onde o menino fica diariamente das 7h às 14h, dizendo que ele estava escondido no interior do estabelecimento, mas que não conseguiram encontrá-lo.

Ela foi até a creche para ajudar na busca e constataram que ele realmente não estava lá. Ao pedirem para analisar as imagens da câmera de segurança de um imóvel vizinho, viram o menino escapando por baixo do portão.

A mãe e funcionários da creche saíram pelas ruas da vizinha procurando pela criança. Por volta das 14h, ele foi encontrado na rua das Pedras, com marcas de arranhões no pescoço, braços e peito. Ele estava sob os cuidados de moradores que o encontraram caído em um barranco.

A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Educação, afirmou que a creche é administrada por uma OSC (Organização da Sociedade Civil). Um processo de apuração foi aberto pela Diretoria Regional de Educação e um boletim de ocorrência registrado.

“Assim que identificou a ausência do estudante em sala de aula, após atividade de recreação, a gestão comunicou os responsáveis e, imediatamente, acessou as imagens das câmeras de monitoramento. O estudante foi localizado, sem necessidade de atendimento médico, retornando às atividades no CEI”, afirmou a gestão Ricardo Nunes (MDB), ressaltando que todas as medidas cabíveis serão tomadas.

Ainda de acordo com a pasta, um pedaço de metal foi colocado provisoriamente no local para fechar o vão, e o portão será trocado durante o período de recesso.

Segundo a SSP (Secretaria da Segurança Pública), o caso foi registrado no 74º DP (Parada de Taipas) e está sendo investigado.

Compartilhe:

Últimas Notícias
Editorias

Assine nossa Newsletter

Purus ut praesent facilisi dictumst sollicitudin cubilia ridiculus.